2009

Verde e Azul: Meninice à Beira-Mar

Organizadoras:
Fernanda Pacheco da Silva Huguenin
Helvia Pereira Pintos Bastos
Rita Maria de Abreu Maia

Sobre as organizadoras:
Fernanda Pacheco da Silva Huguenin é bacharel em Ciências Sociais e mestre em Políticas Sociais pela Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF). Doutoranda em Antropologia pela Universidade de Brasília (UNB). Possui artigos publicados em revistas acadêmicas e anais de congressos. É colaboradora do jornal Folha da Manhã com a coluna “Antropológicas”. Poeta premiada no FestCampos de Poesia Falada e no “Concurso de Contos, Crônicas e Poemas Antônio Roberto” promovido pela Academia Campista de Letras em maio de 2009, em que obteve o 1° lugar com “A Penitência da Memória”, poema que dialoga com o quadro “A Persistência da Memória” de Salvador Dali.

Helvia Pereira Pinto Bastos é graduada em Letras pela Faculdade de Filosofia de Campos (Português-Inglês), com Especialização em Lingüística Geral e Aplicada (FAFIC / FVG / UNICAMP) e Mestrado em Cognição e Linguagem pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, com dissertação sobre o uso de tecnologias digitais no ensino de línguas. É professora do Instituto Federal Fluminense (campus Campos dos Goytacazes), atuando nos Cursos Superiores de Tecnologia e na Educação a Distância. Foi presidente da Associação dos Professores de Língua Inglesa do Estado do Rio de Janeiro (APLIERJ, biênio 1996-98). Seus interesses acadêmicos e profissionais encontram-se nos campos da Lingüística Aplicada ao Ensino de Idiomas, Tecnologia Educacional, Ensino de Línguas baseado na Web e Análise do Discurso. Atualmente cursa o Doutorado Interinstitucional (UFRGS / IFF-Campos) em Informática na Educação.

Rita Maria de Abreu Maia é professora e pesquisadora aposentada do CEFET Campos. Foi coordenadora do Curso de Letras da Universidade Estácio de Sá, em Campos dos Goytacazes, em sua implantação, onde lecionou até 2007. Doutora em Letras Vernáculas pela UFRJ, com estudos na área da Literatura portuguesa. Sua tese de Doutorado voltou-se para a escrita amorosa de mulheres portuguesas, poetas e romancistas. O amor e a pena feminina foi defendida na UFRJ, em setembro de 2001. Possui artigos publicados em revistas acadêmicas e foi autora do livro O rio da minha aldeia, antologia comentada sobre o Rio Paraíba do Sul, resultado de pesquisas no Núcleo de Estudos Culturais, Estéticos e de Linguagens (NECEL), no CEFET Campos, hoje Instituto Federal Fluminense (IFF). Com Deneval Siqueira de Azevedo Filho organizou Livros e idéias - ensaios sem fronteiras. 1. ed. São Paulo: Arte e Ciência, 2004. Sua atividade intelectual hoje, residindo em Niterói, volta-se à colaboração em eventos acadêmicos, à escrita de textos críticos e à elaboração de projetos na área de Letras.

Formato: 16x23cm

Número de páginas: 160

ISBN: 85-99968-08-6

Ano de publicação: 2009

Informações de como adquirir

 

"Esta edição de Verde e Azul (Meninice à Beira-mar) é a primeira realização do projeto de preservação e resgate do acervo deixado por Manoel Joaquim da Silva Pinto – do qual constam, sobretudo, poesia, prosa jornalística, e inúmeros estudos de filologia. Premiada em 1954, em concurso de poesia inédita, promovido pela revista “Letras Fluminenses”, esta “coletânea”, como a definiu Manoel Joaquim, teve alguns de seus versos publicados na imprensa campista e na carioca. [...]
A necessidade de se fazer uma edição crítica deve-se, em parte, ao longo tempo em que esta coletânea permaneceu inédita. As organizadoras consideram que os textos acrescentados nesta edição contribuem para esclarecer os leitores (sobretudo os mais jovens) quanto às entrelinhas dos versos, ao espaço inspirador, e à personalidade peculiar do autor.
Manoel Joaquim deixou várias cópias datilografadas, revisadas e comentadas do Verde e Azul. A estrutura e a ordem dos textos, utilizadas nesta publicação, seguem a última revisão do autor em 1973, incluindo os Anexos originais. Foram mantidos os retoques, as anotações e glosas feitas por ele na sua constante busca pela forma ideal. As notas de rodapé apresentam, além daquelas constantes dos originais, o levantamento das alterações encontradas nas diversas versões do livro. [...]
Além de ordenar, numericamente, os sonetilhos, o autor deixou patente seu desejo de que fossem lidos na sequência estabelecida por ele. Na versão manuscrita do livro, Manoel Joaquim fez esta anotação no sonetilho A Casa: “Considero essencial a quem ler que o faça em certa ordem: há uma razão estética para isso.”
Esta edição crítica apresenta comentários que, de forma breve e em linguagem acessível, analisam a riqueza e os segredos contidos nos 33 sonetilhos do Verde e Azul. Tais reflexões foram feitas sob três perspectivas diferentes: a literária – escrita por Rita Maria de Abreu Maia; a etnográfica – feita por Fernanda Huguenin; e a psicanalística – elaborada por Tereza Pereira Nunes Maciel e sua filha Eliza Nunes Maciel."


Sumário


15Apresentação
 Hélvia Pereira Pinto Bastos
19Manoel Joaquim da Silva Pinto: dados biográficos
 Jorge Renato Pereira Pinto
25Manoel Joaquim, primo-irmão de minha infância
 Lúcia de Castro Goulart
31Poesia - refúgio de um passado ameno
 Rita Maria de Abreu Maia
37A poesia etnográfica de Manoel Joaquim
 Fernanda Huguenin
43Poesia – possibilidade de reescrita do eu
 Eliza Nunes Maciel
Tereza Pereira Nunes Maciel
47Manoel Joaquim da Silva Pinto: um legado de dialogia cultural
 Joel Ferreira Mello
53In (compreendido) e amado
 Celço Cordeiro Filho
57Por que Grussaí
 Hélvia Pereira Pinto Bastos
61Carta à Judith
 Manoel Joaquim da Silva Pinto
67Verde e Azul - Meninice à Beira-mar
 Manoel Joaquim da Silva Pinto
143Posfácio


Ficha Técnica


Instituto Federal Fluminense Campus Campos - Centro


ReitoriaCibele Daher Botelho Monteiro
Pró-Reitor de Pesquisa e InovaçãoHélio Gomes Filho
Editoras-chefeMaria Amelia Ayd Correa
Inez Barcellos de Andrade
Revisão de textoEdinalda Maria Almeida da Silva
CapaVladimir de Abreu Braga Barbosa
Projeto e DiagramaçãoVladimir de Abreu Braga Barbosa
CatalogaçãoInez Barcellos de Andrade


P659v Pinto, Manoel Joaquim da Silva

Verde e azul : meninice à beira-mar / Manoel Joaquim da
Silva Pinto ; organizadoras Fernanda Pacheco da Silva
Huguenin, Helvia Pereira Pintos Bastos, Rita Maria de Abreu
Maia. - Campos dos Goytacazes (RJ): Essentia Editora, 2009.

160 p. : il.

ISBN 85-99968-08-6

1. Poesia - Literatura brasileira. I. Huguenin, Fernanda
Pacheco da Silva, org. II. Bastos, Helvia Pereira Pinto, org. III.
Maia, Rita Maria de Abreu, org.

CDD – B869.1

 

Impressão: Flama Ramos acabamentos e manuseio gráfico Ltda. | Tel.: (21) 3977-2650

Sumário