Educação de Jovens e Adultos: apontamentos dos profissionais da Rede Municipal de Ensino do município de Campos dos Goytacazes

Eliane Cristina Ribeiro Pessanha, Thaíse dos Santos Soares Siqueira, Mariana Monteiro Soares Crespo de Alvarenga, Gerson Tavares do Carmo

Resumo


O presente estudo objetiva refletir o processo de formação continuada dos professores e as metodologias utilizadas por eles no processo de ensino-aprendizagem. Os procedimentos metodológicos, de natureza qualitativa, realizados em junho de 2015, foram desenvolvidos com 17 professores, um diretor e dois pedagogos que atuam na alfabetização de jovens e adultos em duas escolas da Rede Municipal de Ensino de Campos dos Goytacazes. A pesquisa apresentou etapas como aplicação de questionário como instrumento para a coleta de dados e análise de documentos pertinentes ao tema. Apresentam-se breves reflexões, resultantes da interpretação dos dados, que apontam que o grau de escolaridade mínima dos professores é a graduação. A maioria deles nunca fez nenhum curso ou não tem formação específica e continuada para trabalhar com os estudantes da EJA. Os professores afirmam que, em parte, o material didático utilizado por eles está apropriado à realidade dos educandos. Quando questionados sobre as metodologias pedagógicas utilizadas para diminuir o índice de reprovação em suas disciplinas, boa parte respondeu que o recurso utilizado é o exercício como mecanismo de auxílio e avaliação. Além disso, a pesquisa sinalizou que o nível de conhecimento dos educandos é apontado como a maior dificuldade de trabalhar na EJA. Concluiu-se que o curso de formação inicial e continuada auxilia profissionais que atuam na EJA a pensar sobre o desenvolvimento de ações, bem como a desenvolver procedimentos e ações que se tornem efetivas no processo de alfabetização como objeto concreto na formação docente, sobretudo quando abordamos uma modalidade como a EJA.


Palavras-chave


Educação de Jovens e Adultos. Formação Continuada. Educação Básica.

Texto completo:

PDF