Análise das condições de saneamento básico e de saúde da comunidade pesqueira de Gargaú, São Francisco de Itabapoana/Rio de Janeiro

  • Roberta Manhães Alves Machado
Palavras-chave: Saneamento básico, Saúde, Meio ambiente, Pesca, Gargaú

Resumo

A população de Gargaú, praia do Município de São Francisco de Itabapoana, vive, principalmente, da pesca.Dependem do manguezal, ecossistema predominante no local, para seu trabalho. Contudo, agridem-no pelodesmatamento e despejo de esgoto e lixo. A partir destas observações, são analisadas, neste artigo, as condiçõesde saneamento básico e de saúde em que vive a comunidade pesqueira de Gargaú, por meio de pesquisa deiniciação científica desenvolvida no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense, com apoiodo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e do projeto “Sala Verde”, doMinistério do Meio Ambiente.

Biografia do Autor

Roberta Manhães Alves Machado
Graduanda em Ciências da Natureza. Bolsista do PIBIC/CNPq, CEFET Campos.
Seção
Resumos Expandidos