100 PESCADORAS, MULHERES 1000: Intervenção do IFRN Câmpus Macau na Educação, Cidadania e Profissionalização das Marisqueiras na Região Salineira do RN.

  • Varelio Gomes dos Santos
  • Iracyara Maria Assunção de Sousa
  • Larissa Jordana Queiroz
  • Roberto Carvalho
Palavras-chave: Pescadoras, Educação, Profissionalização

Resumo

O Programa Nacional Mulheres Mil: educação, cidadania e desenvolvimento sustentável, instituído pela Portaria nº 1.015, de 21 de julho de 2011, é parte integrante do Plano Brasil Sem Miséria e faz parte de um conjunto de ações que visam à consolidação das políticas públicas e diretrizes governamentais de inclusão educacional, social e produtiva de mulheres em situação de vulnerabilidade. O Programa Mulheres Mil é destinado a mulheres moradoras de comunidades com baixo índice de desenvolvimento humano, sem o pleno acesso aos serviços públicos básicos integrantes dos distritos periféricos de Macau e Pendências, a fim de possibilitar que tenham uma formação educacional, profissional e tecnológica que lhes permitam sua elevação de escolaridade, emancipação e acesso ao mundo do trabalho, por meio do estímulo ao empreendedorismo, às formas associativas solidárias e à empregabilidade.  O Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) – Campus Macau objetivando promover a qualificação profissional das mulheres das comunidades pesqueiras dos municípios de Macau e Pendências direciona o programa Mulheres Mil às mulheres pescadoras de baixa escolaridade que viveram sempre à margem da formação educacional e social e sem acesso ao mundo do trabalho, impactando diretamente na qualidade de vida das famílias dessas mulheres. O Projeto Mulheres Mil do IFRN Câmpus Macau estará oferecendo um total de 100 (cem) vagas, destinadas a pescadoras Marisqueiras da microrregião salineira do RN, atendendo na primeira versão do programa aos municípios de Macau e Pendências.  Inicialmente buscou-se o apoio das autoridades e lideranças ligadas à atividade de pesca para reunir e sensibilizar as mulheres pescadoras, aconteceram reuniões e aplicamos questionários para identificar o perfil educacional, social, cultural e econômico das mulheres, bem como para identificar os interesses dessas mulheres quanto à qualificação.  Como resultado dos interesses das mulheres pescadoras foi elaborada a Matriz do curso com formação geral e especifica ligada a beneficiamento do pescado e gastronomia do pescado.  Em seguida foi feita uma seleção levando-se em consideração o risco social e econômico das pescadoras para selecionar as 100 mulheres assistidas no programa Mulheres Mil pelo campus Macau em 2012. A seleção foi feita e nas próprias comunidades dessas mulheres fizemos a matricula.  A aula inaugural aconteceu dia 31/10/2012 As mulheres estão tendo aulas no IFRN Cãmpus Macau nas segundas e quartas-feiras das 19h às 22h10min. Como resultado pretende-se estimular a criação de associações e cooperativas de pescadoras para o beneficiamento do pescado, bem como, a agregação do pescado por meio da gastronomia, fabricação de embutidos e comercialização pelas próprias pescadoras, atingindo-se, assim, o objetivo inicial do programa que é qualificar e intervir nas condições de trabalho, elevação da renda e melhoria na qualidade de vida.

Biografia do Autor

Varelio Gomes dos Santos
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE/Câmpus Macau – NUPERN - Prof. MSc em Economia Regional, coordenador de Extensão
Iracyara Maria Assunção de Sousa
 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE/Câmpus Macau – NUPERN -  Prof. Esp. Em Pedagogia
Larissa Jordana Queiroz
- INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE/Câmpus Macau – Coordenadora Programa Mulheres Mil
Roberto Carvalho
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE/Câmpus Macau – NUPERN -  Prof. MSc. Engenheiro em Pesca