ATUAÇÃO DO IFRN/MACAU NA EXECUÇÃO DO PROJETO REDE CIDADÃ NO BARCO SOLIDÁRIO NA RESERVA DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PONTA DO TUBARÃO

  • Varelio Gomes dos Santos
  • Iracyara Maria Assunção de Sousa
  • Roberto Carvalho
  • Tiago Ezequiel
Palavras-chave: pesca artesanal, desenvolvimento local, economia solidária

Resumo

A Reserva de Desenvolvimento Sustentável - RDSEPT/RN tem como principal atividade econômica a pesca artesanal que se encontra em crescente declínio tendo como principais motivos desse declínio a falta de segurança em alto mar e o baixo retorno financeiro. A insalubridade e a periculosidade  promovem  o declínio da profissão que não atrai  jovens para a continuidade da atividade. Por outro lado, as comunidades pesqueiras tradicionais, no Brasil e da RDSEPT, estão vulneráveis com o modelo de turismo de massa e de consumo existente que contribuem com a não fixação da juventude  e a emigração de parte da população adulta dos seus locais de origem buscando as periferias dos centros urbanos. Diante dessa problemática, as lideranças da RDSEPT se uniram apresentando resistência a esse destino vulnerável  elaborando o projeto REDE CIDADÃ NO BARCO SOLIDÁRIO.  O projeto propõe  criar na RDSEPT novas fontes de renda, pois acredita-se que a ajuda à sustentabilidade das comunidades pesqueiras passa pela diversificação da cadeia produtiva com ações planejadas em pesca artesanal, Turismo comunitário e artesanato com rejeitos da pesca.   O Projeto Rede Cidadã no Barco Solidário tem como seu objetivo geral dinamizar a cadeia produtiva das comunidades pesqueiras da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Estadual Ponta do Tubarão/RN em possibilidades vivenciadas de geração de renda e oportunidade de trabalho. Dessa forma, este projeto propõe a implantação de uma infraestrutura para o desenvolvimento sustentável da pesca, do turismo comunitário, e o fomento e identidade do artesanato solidário. Este planejamento contempla também a qualificação dos serviços existentes, desde a administração dos serviços e negócios do projeto pela gestão democrática, até a melhoria da qualidade dos serviços e produtos, assegurando a possibilidade de sua ampliação e comercialização no mercado. A capacitação e apoio técnico são desenvolvidos pelo IFRN Campus Macau.  A metodologia do Projeto se baseia na economia solidária, no Desenvolvimento Local Integrado - DLIS e na sustentabilidade no tempo.  O projeto tem duração de dois anos.  No primeiro ano, o projeto previa a realização de cursos na área de gestão democrática de projetos comunitários, turismo comunitário, localização e comunicação para pescadores e artesanato com rejeitos da pesca. Todos os cursos já foram realizados, também foi previsto a construção de um centro de negócios e a aquisição de um barco de apoio à pesca e atividades da RDSEPT. No segundo ano, as atividades concentram-se na realização de dois eventos o I Festival Gastronômico do Pescado e a I Feira de TurismoComunitário. Como resultados, espera-se promover um movimento integrador dos negócios existentes na RDSEPT a ponto de alavancar a geração de renda, a economia solidária e o desenvolvimento local sustentável tendo a pesca como arcabouço para esse fim.

Biografia do Autor

Varelio Gomes dos Santos
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE/Câmpus Macau – NUPERN - Prof. MSc em Economia Regional
Iracyara Maria Assunção de Sousa
 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE/Câmpus Macau – NUPERN -  Prof. Esp. Em Pedagogia
Tiago Ezequiel
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE/Câmpus Macau – NUPERN - Técnico em Recursos Pesqueiros