Importância Social e Mudanças Ambientais de Nascentes Urbanas do Município de Queimados/RJ

  • Marcos Pires Mendes Faculdade de Educação Tecnológica do Estado do Rio de Janeiro (FAETERJ), campus Paracambi.
  • José Anunciação Gonçalves FAETERJ, campus Paracambi.
  • Michelle Fernanda dos Santos Oliveira FAETERJ, campus Paracambi.
  • Sínthia da Fonseca Silva FAETERJ, campus Paracambi.
  • Franziska Huber FAETERJ, campus Paracambi.
Palavras-chave: Usuários de água, Saúde pública, Estimativa

Resumo

A água é indispensável para satisfazer as necessidades básicas dos seres vivos, o que torna a escassez algo alarmante. Este estudo visa estimar a população que utiliza águas de nascentes urbanas, compreendendo que ela corre mais riscos de insegurança hídrica. Foi feita avaliação diagnóstica às características ambientais das nascentes e entrevista semiestruturada com os moradores usuários para coleta de dados. Cada nascente apresentou particularidades, com detalhamento individual neste estudo. Quanto à estimativa da importância social, apenas 0,4% da população queimadense ainda utiliza água de nascente, o que demonstra declínio da importância social. Dos usuários remanescentes, 511 correm risco de contaminação.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Pires Mendes, Faculdade de Educação Tecnológica do Estado do Rio de Janeiro (FAETERJ), campus Paracambi.
Tecnólogo em Gestão Ambiental (FAETERJ/ Paracambi).
José Anunciação Gonçalves, FAETERJ, campus Paracambi.
Tecnólogo em Gestão Ambiental (FAETERJ/Paracambi).
Michelle Fernanda dos Santos Oliveira, FAETERJ, campus Paracambi.
Tecnóloga em Gestão Ambiental (FAETERJ/Paracambi).
Sínthia da Fonseca Silva, FAETERJ, campus Paracambi.
Tecnóloga em Gestão Ambiental (FAETERJ/Paracambi).
Franziska Huber, FAETERJ, campus Paracambi.
Doutorado em Ciências veterinárias (UFRJ)

Referências

ANUNCIAÇÃO, J. G.; OLIVEIRA, M. F. S.; SILVA, S. F. Caracterização e Análise microbiológica das águas de nascente do Município de Queimados, RJ. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Faculdade de Educação Tecnológica do Estado do Rio de Janeiro, FAETERJ, campus Paracambi, 2010.

BRASIL. Presidência da República. Novo Código Florestal: Lei no 12.651 de 25 de maio de 2012. Disponível em: http://saema.com.br/files/Novo%20Codigo%20Florestal.pdf. Acesso em: 13 out. 2016.

GOMES, P. M. Avaliação dos impactos ambientais em nascentes na cidade de Uberlândia, MG. Sociedade & Natureza, 2004. ISSN 0103-1570. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/3213/321327186009.pdf Acesso em: 04 maio 2017.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Último Censo 2010: Brasil, Rio de Janeiro, Queimados. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/v4/municipio/330414. Acesso em: 04 maio 2017.

MENDES, M. P. Análise físico-química e microbiológica das águas de nascentes na área urbana do município de Queimados - RJ. In: Simpósio de Gestão Ambiental e Biodiversidade, SIGABI, 6., 2017, Rio de Janeiro, Instituto Três Rios, ITR, UFRRJ. Anais [...]. ISSN 2525-4928. Disponível em: http://itr.ufrrj.br/sigabi/6o-anais-simposio-de-gestao-ambiental-e-biodiversidade-issn-2525-4928/. Acesso em: 12 jun. 2017.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Vigilância em Saúde. Coordenação Geral de Vigilância em Saúde Ambiental. Portaria no 518 de 2004. Brasília, DF, 2005. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/ portaria_518_2004.pdf. Acesso em: 15 out. 2016.

RIO DE JANEIRO (Estado). Subsecretaria de Comunicação. Imprensa RJ. Obras ligarão os municípios de Queimados e Japeri. Notícias, Obras, 30 ago. 2016. Disponível em: http://www.rj.gov.br/web/imprensa/exibeconteudo?article-id=2927562. Acesso em: 28 out. 2016.

Publicado
31-12-2018
Como Citar
MENDES, M. P.; GONÇALVES, J. A.; OLIVEIRA, M. F. DOS S.; SILVA, S. DA F.; HUBER, F. Importância Social e Mudanças Ambientais de Nascentes Urbanas do Município de Queimados/RJ. Boletim do Observatório Ambiental Alberto Ribeiro Lamego, v. 12, n. 2, p. 234-247, 31 dez. 2018.
Seção
Artigos originais