A Gestão dos Resíduos Sólidos Urbanos na Região Sudoeste Baiana

  • Endel Queiroz Jesus Instituto Federal da Bahia - Campus Vitória da Conquista
  • Gleide Nascimento Azevedo Instituto Federal da Bahia - Campus Vitória da Conquista
Palavras-chave: Resíduos sólidos urbanos, Gestão de resíduos, Lei n° 12.305/2010

Resumo

No ano de 2010, foi instituída em 2 de agosto a Lei n° 12.305/2010, que prevê a implementação, por parte dos municípios, dos consórcios intermunicipais, inclusão social de catadores de resíduos recicláveis, realização de projetos de educação ambiental, bem como outras propostas de caráter socioambiental. Este trabalho pretende analisar a realidade dos municípios do sudoeste da Bahia em relação à adequação da Lei n° 12.305/2010. Dos municípios inquiridos, somente 9 aceitaram participar deste trabalho. Observou-se, nesta pesquisa, que os municípios possuem dificuldades para cumprir o que exige a Lei, por questões financeiras e deficiência no quadro técnico de funcionários.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Endel Queiroz Jesus, Instituto Federal da Bahia - Campus Vitória da Conquista
Bacharel em Engenharia Ambiental (IFBA) - Brasil
Gleide Nascimento Azevedo, Instituto Federal da Bahia - Campus Vitória da Conquista
Mestre em em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente (Universidade Estadual de Santa Cruz). Professora do Instituto Federal da Bahia - Vitória da Conquista - Brasil

Referências

ABRELPE (org.). Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil. São Paulo, 2015. Disponível em: http://www.abrelpe.org.br/panorama_apresentacao.cfm. Acesso em: 27 fev. 2016.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10004: resíduos sólidos, classificação. 2004. Disponível em: http://www.conhecer.org.br/download/RESIDUOS/leitura anexa 6.pdf. Acesso em: 06 set. 2016.

AZEVEDO, G. O. D. Por menos lixo: A minimização dos resíduos sólidos urbanos na cidade do Salvador/Bahia. 2004. 148f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Engenharia Ambiental, Escola Politécnica de Engenharia Ambiental Urbana, UFBA, Salvador, 2004. Disponível em: http://www.teclim.ufba.br/site/material_online/dissertacoes/dis_gardenia_o_d_de_azevedo.pdf. Acesso em: 03 ago. 2016.

BERNARDES, M. B. J.; PRIETO, E. C. Educação Ambiental: disciplina versus tema transversal. 2010. 175p. Dissertação (Mestrado em Educação Ambiental) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Rio Grande do Sul, 2010. Disponível em: https://seer.furg.br/remea/article/viewFile/3891/2321. Acesso em: 03 jul. 2017.

BIDONE, F. R. A. Resíduos sólidos provenientes de coletas especiais. 2001. Disponível em: http://livroaberto.ibict.br/bitstream/1/643/4/Resíduos sólidos provenientes de coletas especiais eliminação e valorização.pdf. Acesso em: 13 out. 2016.

BRASIL. [Constituição (1992)]. Lei nº 8429, de 02 de junho de 1992. Dispõe sobre as sanções aplicáveis aos agentes públicos nos casos de enriquecimento ilícito no exercício de mandato, cargo, emprego ou função na administração pública direta, indireta ou fundacional e dá outras providências. Brasília, 29 jun. 2017. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8429.htm. Acesso em: 29 jul. 2017.

BRASIL. [Constituição (1998)]. Lei nº 9605, de 12 de fevereiro de 1998. Dispõe sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente, e dá outras providências. Brasília, DF, 17 fev. 1998.

Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9605.htm. Acesso em: 29 jun. 2017.

BRASIL. Decreto nº 7404, de 23 de dezembro de 2010. Regulamenta a Lei nº lei 12.305, de 02 de agosto de 2010, que institui a política nacional de resíduos sólidos, cria o comitê interministerial da política nacional de resíduos sólidos e o comitê orientador para a implantação dos sistemas de logística reversa, e dá outras providências. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, 24 dez. 2010. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Decreto/D7404.htm. Acesso em: 28 jun. 2017.

BRASIL. Lei nº. 9.795, de 27 de abr. de 1999. Lei de Educação Ambiental. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Brasília-DF, abr. 1999. p. 1-4. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/secad/arquivos/pdf/educacaoambiental/lei9795.pdf. Acesso em: 30 jun. 2017.

BRASIL. Lei nº 12.305, de 02 de agosto de 2010a. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12305.htm. Acesso em: 08 ago. 2016.

BRASIL. Ministério das Cidades. Diagnóstico analítico da situação da gestão municipal de resíduos sólidos no Brasil: sistematização de dados e analise da 1a avaliação regional dos serviços de manejo de resíduos sólidos municipais. Brasília, 2003. (versão preliminar).

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Lixo: um grave problema no mundo moderno. [S. l.: s. n.], 2014. 22 p. Disponível em:

http://www.mma.gov.br/estruturas/secex_consumo/_arquivos/8%20-%20mcs_lixo.pdf. Acesso em: 10 maio 2017.

CALDERONI, S. Os bilhões perdidos no lixo. 4. ed. São Paulo: Humanitas, 2003.

CAMPOS, A. L. G; FILHO, F. S; CARVALHO, L. S. L. S. Política nacional e gestão municipal de resíduos sólidos. 22. ed. Rio de Janeiro: FGV Projetos, 2015. Disponível em: http://fgvprojetos.fgv.br/sites/fgvprojetos.fgv.br/files/miolo_residuos_solidos_site.pdf. Acesso em: 12 dez. 2016.

CASTRO, A. et al. Manual de saneamento e proteção ambiental para os municípios. Belo Horizonte: Escola de Engenharia da UFMG, 1995.

COSTA, W. B. Planejamento territorial urbano em Caetité, BA: o plano diretor como instrumento de gestão democrática da cidade. In: ENCONTRO NACIONAL DOS GEOGRÁFOS, 16., 2010, Caetité. Anais […]. Porto Alegre: AGB, 2010. Disponível em: www.agb.org.br/evento/download.php?idTrabalho=577. Acesso em: 02 set. 2016.

CREDDO, E. B. Aterros regionais: uma solução viável para erradicação dos lixões. Castrolanda: Sonoro, 2011. 42 p. (slides, color). Disponível em: http://www.cifalcuritiba.org.br/uploadAddress/ABLP[30386][36034].pdf. Acesso em: 08 mar. 2017.

DAHER, C. E.; SILVA, E. P. D. L. S.; FONSECA, A. P. Logística reversa: oportunidade para redução de custos através do gerenciamento da cadeia integrada de valor. Brazilian Business Review, Vitória, v. 3, n. 1. p. 1-134, 2006. Disponível em: http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/12550/1/ARTIGO_LogisticaReversaOportunidade.pdf. Acesso em: 03 jul. 2017.

FIGUEIREDO, F. F. Contaminação ambiental e exploração capitalista ao meio ambiente: os

resíduos sólidos na sociedade global. In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL, 15., 2013, Recife. Anais eletrônico […]. Recife: ENANPUR, 2013. Disponível em: http://www.xvenanpur.com.br/. Acesso em: 13 nov. 2013.

GESTÃO eficiente e dinheiro no cuidado do lixo. Lixões Persistem: maioria das cidades ignora lei e agride meio ambiente. Jornal do Senado, Brasília, v. 22, n. 5, p. 41, set. 2014. Disponível em: https://www12.senado.leg.br/emdiscussao/edicoes/residuos-solidos/@@images/arquivo_pdf/. Acesso em: 07 mar. 2017.

GONÇALVES, P. A reciclagem integradora dos aspectos ambientais sociais e econômicos. Rio de Janeiro: DP&A: FASE, 2003.

IBGE. Pesquisa nacional de saneamento básico 2008. Rio de Janeiro: IBGE, 2008.

IBGE. Atlas Saneamento: Saneamento e Meio Ambiente. Brasília: IBGE, 2011. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/disseminacao/eventos/missao/default.shtm. Acesso em: 10 mar. 2017.

IBGE. Estimativas de população para Julho de 2015. 2015. 127 p. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/estimativa2015/estimativa_tcu.shtm. Acesso em: 18 set. 2016.

IZARIAS et al. Implantação da política nacional dos resíduos sólidos no norte goiano. Revista do Centro de Ciências Naturais e Exatas, Santa Maria, v. 38, n. 1, p. 245-251, 2016.

KIPERSTOK, A. et al. Prevenção da poluição. Brasília: SENAI, DN, 2002. 290p.

LAMANA, S. R. Compostagem caseira como instrumento de educação ambiental e minimização de resíduos sólidos urbanos. Campos do Jordão, São Paulo. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciência Ambiental) - Ciência Ambiental, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008. Disponível em:

http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/90/90131/tde-05052008-111139/pt-br.php. Acesso em: 04 abr. 2017.

MURGO, A. R.; RIBEIRO, L. A. A.; RAFAEL, M. F. A. A importância de um aterro sanitário na cidade de Jaú. 2010. 57 f. Monografia (Graduação em Administração) - Faculdades Integradas de Jaú, Jaú, 2010. Disponível em: www.institutoproterra.org.br/attach/upload/tccaterrosanitariojau-sp.pdf. Acesso em: 24 ago. 2016.

ONOFRE, Y. S. et al. Adequação dos municípios de pequeno porte à lei da política nacional de resíduos sólidos (PNRS): um estudo em cinco municípios mineiros (Barbacena, Antonio Carlos, Ibertioga, Juiz de Fora e Santos Dumont). In: CONGRESSO BRASILEIRO DE GESTÃO AMBIENTAL, 5., 2014, Belo Horizonte. Anais […]. Belo Horizonte: Ibeas, 2014. p. 5. Disponível em: http://www.ibeas.org.br/congresso/Trabalhos2014/III-035.pdf. Acesso em: 06 mar. 2017.

PERALTA, L. R; ANTONELLO, I. T. O desafio enfrentado pelos municípios de pequeno porte para atender à política nacional de resíduos sólidos: O uso do consórcio intermunicipal. In: ENCONTRO NACIONAL DA ANPEGE, 11., 2015, Presidente Prudente. Anais […]. Presidente Prudente: ENANPEGE, 2015. p. 9 - 10. Disponível em: http://www.enanpege.ggf.br/2015/anais/arquivos/12/379.pdf. Acesso em: 19 mar. 2017.

A RECICLAGEM do lixo como oportunidade de negócios. CEMPRE. Disponível em: https://sites.google.com/site/nasondasdoambiente201/meio-ambiente-sua-preservacao-depende-de-nos/a-reciclagem-do-lixo-como-oportunidade-de-negocios. Acesso em: 15 set. 2016.

SILVA, M. C. C; PELÁ, A; BARRETOS, F. R. M. Impactos ambientais na destinação inadequada de resíduos sólidos urbanos na cidade de Ipameri-GO: um estudo de caso. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, Universidade Federal de Santa Maria, v. 17, n. 17, p. 3230-3239, 13 fev. 2014. DOI: http://dx.doi.org/10.5902/223611709851.

SOARES, L. G. C.; SALGUEIRO, A.; GAZINEU, M. H. P. Educação ambiental aplicada aos resíduos sólidos na cidade de Olinda, Pernambuco – um estudo de caso. Ciências e Tecnologia, São Paulo, n. 1, p.1-9, dez. 2007. Disponível em: http://web-resol.org/textos/artigo5.pdf. Acesso em: 04 abr. 2017.

STEIN, S. L. S. Logística reversa como fator atenuante dos impactos causados ao meio ambiente: o caso das devoluções na Empresa Mallory do Grupo Taurus no Brasil. 2010. 152 p. Dissertação (Mestrado em logística e pesquisa ocupacional) - Universidade Federal do Ceará, UFC, Ceará, 2010. Disponível em: http://www.geslog.ufc.br/images/arquivos/dissertacoes/2010/sandra_luisa_da_silva_stein_2010.pdf. Acesso em: 03 jul. 2017.

SEI-BA. SUPERINTENDÊNCIA DE ESTUDOS ECONÔMICOS E SOCIAIS DA BAHIA. 2003. Disponível em: http://www.sei.ba.gov.br. Acesso em: 29 set. 2016.

ZANETI, I. C. B. B. As sobras da modernidade: o sistema de gestão de resíduos sólidos em Porto Alegre, RS. Porto Alegre, RS: Famurs, 2006. p. 37.

Publicado
31-12-2018
Como Citar
JESUS, E. Q.; AZEVEDO, G. N. A Gestão dos Resíduos Sólidos Urbanos na Região Sudoeste Baiana. Boletim do Observatório Ambiental Alberto Ribeiro Lamego, v. 12, n. 2, p. 289-305, 31 dez. 2018.
Seção
Artigos originais