Análise socioambiental do uso e ocupação do Parque Ecológico Professor Renato Braga, Maranguape – CE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.19180/2177-4560.v13n22019p291-304

Palavras-chave:

Parque urbano, Áreas verdes, Degradação, Sustentabilidade urbana

Resumo

Pretende-se neste artigo abordar aspectos da implementação de parques urbanos que contribuem para o melhoramento do microclima, a preservação de espécies vegetais e animais, a valorização imobiliária, o beneficiamento da paisagem urbana, além da conservação do meio ambiente e da qualidade de vida da população. Analisa-se o caso do Parque Ecológico Professor Renato Braga para apresentar a forma como ele vem sendo utilizado nos últimos anos. A criação desse parque urbano teve o intuito de disponibilizar à população um espaço privilegiado de convivência e lazer, além de proteger a fauna e flora locais; porém, o referido parque vem sofrendo com diversos problemas sociais e ambientais, que põem em risco o seu equilíbrio ecológico. Utilizou-se uma metodologia sistêmica de análise integrada na área de estudo. O objetivo do presente trabalho consiste em analisar as formas de uso e ocupação do parque em questão, atentando para os principais danos socioambientais decorrentes das atividades exercidas no local, salientando, também, os problemas de gerenciamento dessa área. A pesquisa se fundamenta na importância da área para a sustentabilidade urbana do município de Maranguape, ocorrendo uma grande necessidade de diagnósticos sobre a dimensão da problemática atual, com a finalidade de elaborar futuras propostas como medida de mitigação dos impactos. Na primeira parte do texto, são apresentados alguns aspectos sobre o Parque Ecológico Professor Renato Braga, o objetivo e a justificativa do trabalho; na segunda; tem-se um referencial teórico sobre a importância das unidades de conservação e a sustentabilidade; na terceira, é abordada metodologia que mostra a área de estudo e o diagnóstico ambiental; a quarta fase trata dos resultados e discussão; e, finalmente, a quinta parte traz as conclusões deste estudo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Beatriz Lopes e Figueredo, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia

Mestranda em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Federal do Ceará- Ceará/ CE- Brasil. E-mail: beatrizlopesif@gmail.com

Deborah Maria Passos Lopes, Universidade Federal do Ceará

Mestranda em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Federal do Ceará- Ceará/ CE- Brasil. E-mail: deborah.maria.passos@gmail.com

Jessica Maria da Silva Pacheco

Mestranda em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Federal do Ceará- Ceará/ CE- Brasil. E-mail: jessica.pacheco02@gmail.com

Edson Vicente da Silva

Doutor em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho- Campus Claro/SP - Brasil. Professor de Geografia da Universidade Federal do Ceará- Ceará/ CE- Brasil. – Email: cacauceara@gmail.com

Downloads

Publicado

21-02-2020

Como Citar

FIGUEREDO, B. L. e; LOPES, D. M. P.; PACHECO, J. M. da S.; DA SILVA, E. V. Análise socioambiental do uso e ocupação do Parque Ecológico Professor Renato Braga, Maranguape – CE. Boletim do Observatório Ambiental Alberto Ribeiro Lamego, [S. l.], v. 13, n. 2, p. 291–304, 2020. DOI: 10.19180/2177-4560.v13n22019p291-304. Disponível em: https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/boletim/article/view/14553. Acesso em: 4 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)