Lagoas costeiras urbanas sujeitas a impactos antrópicos via aporte de efluentes: aspectos gerais e a concentração de metano na Lagoa Imboassica, Macaé, RJ

Palavras-chave: Metanogênese, Sedimento, Eutrofização, Matéria orgânica, Esgoto

Resumo

As lagoas costeiras ocupam 13% da costa do planeta. No Brasil, ocorrem ao longo de toda a costa, com destaque para os Estados do Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Em função de sua localização geográfica, as lagoas costeiras estão sujeitas a diversos impactos antrópicos. Ações multidisciplinares mitigadoras desses impactos são imprescindíveis para a mudança das condições atuais das lagoas costeiras do litoral brasileiro. Para isso, é necessário um maior conhecimento dos impactos causados e suas consequências para o funcionamento desses ecossistemas. O aporte de esgoto é um dos impactos ambientais e está diretamente relacionado ao aumento de produtividade do ecossistema. Por sua vez, quanto maior a produtividade aquática em águas lênticas, maior a emissão de metano para a atmosfera. Em um esforço para entender melhor a influência da eutrofização sobre o ciclo do metano, nós analisamos a concentração de metano no sedimento em quatro regiões da Lagoa Imboassica que apresentam diferentes características ambientais. Em cada região, foram coletados testemunhos de sedimento de 10 cm, que foram subdivididos em cinco perfis de 2 cm. Nós analisamos a concentração de metano na água instersticial do sedimento em cada perfil. Nós observamos que as regiões da lagoa influenciadas pelo aporte de esgoto apresentaram as maiores concentrações de metano no sedimento. Concluímos que o tratamento de esgoto é fundamental para a mitigação da eutrofização e, consequentemente, da produção de metano no ecossistema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Luiz dos Santos Fonseca, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Fluminense
Doutor em Ecologia e Recursos Naturais pela Universidade Federal de São Carlos. Professor do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Fluminense (IFFluminense, campus Cabo Frio) – Cabo Frio/RJ – Brasil. E-mail:  andrefonsecabio@gmail.com
Claudio Cardoso Marinho, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Doutor  em Ciências Biológicas (Biofísica) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Rio de Janeiro/RJ – Brasil. E-mail: claudiocardosomarinho@gmail.com.
Murilo Minello, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro
Mestre em Ecologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professor do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ) - Rio de Janeiro/RJ – Brasil. E-mail: murilo.minello@ifrj.edu.br
Francisco de Assis Esteves, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Doutor pelo Max-Plack Insitut für Limnologie - Universitat Kiel (Christian-Albrechts). Professor Titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) - Rio de Janeiro/RJ – Brasil. E-mail: festeves@globo.com  

Referências

ALLEN, S. E. et al. Chemical analysis of ecological material. Oxford: Blackwell Scientific Publications, 1974. 565 p.

AMBÜHL, H.; BÜHRER. Zur technik der Entnahme ungestörter Grossproben von Seesedimenten: ein verbessertes Bohrlot. Schweiz. Z. Hydrol., v. 37, p. 175-186, 1975.

BARNES, R. S. K. Coastal Lagoons. Cambridge, UK: Cambridge University Press, 1980.

BEAULIEU, J. J.; DELSONTRO, T.; DOWNING, J. A. Eutrophication will increase methane emissions from lakes and impoundments during the 21st century. Nature Communications, v. 10, n. 1, 2019. DOI: 10.1038/s41467-019-09100-5.

BIANCHINI JR., I.; CUNHA-SANTINO, M. B. As rotas de liberação do carbono dos detritos de macrófitas aquáticas. Oecologia Brasiliensis, v. 12, p. 20-29, 2008.

BULGER, A. J. et al. Biologically-Based Estuarine salinity zones derived from a Multivariate analisys. Estuaries, v. 16, p. 311-322, 1998.

CASPER, P. Methane production in lakes of different trophic state. Arch. Hydrobiol. Beih. Ergebn. Limnol., v. 37, p. 149-154, 1992.

COSTA, J. P. et al. (Nano)plastics in the environment: Sources, fates and effects. Science of the Total Environment, v. 566–567, p. 15-26, 2016. DOI: doi:10.1016/j.scitotenv.2016.05.041.

CUNHA, M. B.; BIANCHINI JR., I. Degradação anaeróbia de Cabomba piauhyensis e Scirpus cubensis: Cinética de formação de gases. Acta Limnologica Brasiliensia, v. 11, n. 1, p. 15-26, 1999.

DODDS, W. K. et al. Eutrophication of U.S. freshwaters: analysis of potential economic damages. Environ Sci Technol., v. 43, p. 2–19, 2009.

DUARTE, N. S.; MARÇAL, M. S. As perspectivas e desafios de implementação do Plano de Bacia da Região Hidrográfica VIII. Boletim do Observatório Ambiental Alberto Ribeiro Lamego, v. 4, n. 2, p. 95-115, 2010.

ESTEVES, F. A. Lagoas costeiras: origem, funcionamento e possibilidades de manejo. In: ESTEVES, F. A. Ecologia das Lagoas Costeiras do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba e do Município de Macaé, RJ. Rio de Janeiro: UFRJ, NUPEM, 1998. p. 63-87.

FASSBENDER, H. W. Simulate P-Bestinmung in N-Kjeldahl Ausfschlub von Bodenproben. Die Phosphörsäure, v. 30, p. 44-53, 1973.

FURLANETO, L. M. et al. Methane levels in shallow subtropical lake sediments: Dependence on the trophic status of the lake and allochthonous input. Limnologica, v. 42, p. 151-155, 2012.

FURTADO, A. L. S.; PETRUCIO, M. M.; ESTEVES, F. A. C, N, P and pheopigments in the sediment of a brazilian coastal lagoon, Macaé, Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Biologia, v. 57, p. 127-134, 1997.

GHISELLI, G.; JARDIM, W. F. Interferentes endócrinos no ambiente. Química Nova, v. 30, n. 3, p. 695-706, 2007.

JEPPESEN, E. et al. Climate change effects on nitrogen loading from cultivated catchments in Europe: implications for nitrogen retention, ecological state of lakes and adaptation. Hydrobiologia, v. 663, p. 1–21, 2011.

KENNISH, M. J.; PAERL, H. W. (eds.). Coastal Lagoons: Critical Habitats of Environmental Change. Boca Raton, Forida: CRC Press, Taylor & Francis Group, 2010.

KING, G. M. Associations of methanotrophs with the roots and rhizomes of aquatic vegetation. Applied and Environmental Microbiology, v. 60, n. 9, p. 3220-3227, 1994.

KJERFVE, B. Coastal lagoons processes. Amsterdan: Elsevier, 1994. p. 1-8

LIMA, E.S.; MARTINS, M. I. F. P.; FURTADO, A. L. S. Mapeamento do Uso da Terra Urbana no Entorno da Lagoa Imboassica em Macaé, RJ. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 11., 2017. Anais... ISBN 978-85-7029-141-7.

LOVLEY, D. R.; PHILLIPS, E. J. Competitive mechanisms for inhibition of sulfate reduction and methane production in the zone of ferric iron reduction in sediments. Applied and environmental microbiology, v. 53, n. 11, p. 2636–2641, 1987.

MARINHO, C. C.; FONSECA, A. L. S; ESTEVES, F. A. Impactos antrópicos nas lagoas costeiras do norte do estado do Rio de Janeiro: uma revisão sobre a eutrofização artificial e gases de efeito estufa. Revista Brasileira de Pós Graduação, Brasília, v.13, n.32, p. 703-728, 2016.

MOSS, B. et al. Allied attack: climate change and eutrophication. Inland Waters, v. 1, n. 2, p. 101-105, 2011.

NEVES, J. M. C. O. S.; ARAGOM, G. T.; FILHO, E. V. S. Effects of eutrophication and Typha domingensis Pers. on methanogenesis in tropical constructed wetland. Acta Limnologica Brasiliensia, v. 23, n. 2, p. 145-153, 2011.

PANOSSO, R. F., ATTAYDE, J. L.; MUEHE, D. Morfometria das lagoas Imboassica, Cabiúnas, Comprida e Carapebus: Implicações para seu funcionamento e manejo. In: ESTEVES, F. A. (ed.). Ecologia das lagoas costeiras do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba e do Município de Macaé, RJ. Macaé: UFRJ, NUPEM, 1998. p. 147-157.

PETRUCIO, M. M., FURTADO, A. L. S. Concentração de nitrogênio e fósforo da coluna d’água da lagoa Imboassica. In: ESTEVES, F. A. (ed.). Ecologia das lagoas costeiras do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba e do Município de Macaé, RJ. Macaé: UFRJ, NUPEM, 1998. p. 123-133.

PRETTY, J. N. et al. Environmental costs of freshwater eutrophication in England and Wales. Environ. Sci. Technol., v. 37, p. 201–208, 2003.

REJMANKOVA, E.; POST, R. A. Methane in sulfate-rich and sulfate-poor wetland sediments. Biogeochemistry, v. 34, p. 57–70, 1996.

SAMIR, K. C.; LUTZ, W. The human core of the shared socioeconomic pathways: population scenarios by age, sex and level of education for all countries to 2100. Glob. Environ. Change., v. 42, p. 181–192, 2017.

SANTOS, M. C. et al. Manejo de Lagoas Costeiras: estabelecendo normas e procedimentos para abertura artificial da barra de areia em uma lagoa do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba. Revista de Engenharia da Faculdade Salesiana, v. 20, p. 18-25, 2015.

SANTOS, R. F. B., FERREIRA, M. I. P. Impactos negativos, positivos e propostas mitigadoras em bacias hidrográficas: estudo de caso da BH da Lagoa Imboassica, Macaé, RJ. Boletim do Observatório Ambiental Alberto Ribeiro Lamego, v. 8, n. 2, p. 77-99, 2014.

SCHEFFER, M. Ecology of Shallow Lakes. Berlin: Springer. 2004.

SHON, H. K.; VIGNESWARAN, S.; SNYDER, S. A. Effluent organic matter (EfOM) in wastewater: constituents, effects, and treatment. Critical Reviews in Environmental Science and Technology, v. 36, n. 4, p. 327-374, 2006.

SINHA, E.; MICHALAK, A. M.; BALAJI, V. Eutrophication will increase during the 21st century as a result of precipitation changes. Science, v. 357, p. 405–408, 2017.

USEPA. United States Environmental Protection Agency. Disponível em: http://www.epa.gov/esd/bios/pdf/contaminants-biosolids2.pdf. Acesso em: 18 fev. 2020.

WHITING, G. J.; CHANTON, J. P. Primary production control of methane emission from wetlands. Nature, v. 364, p. 794–795, 1993.

YANG, H. et al. Greenhouse gas metabolism in Nordic boreal lakes. Biogeochemistry, v. 126, p. 211–225, 2015.

Publicado
16-04-2020
Como Citar
FONSECA, A. L. DOS S.; MARINHO, C. C.; MINELLO, M.; ESTEVES, F. DE A. Lagoas costeiras urbanas sujeitas a impactos antrópicos via aporte de efluentes: aspectos gerais e a concentração de metano na Lagoa Imboassica, Macaé, RJ. Boletim do Observatório Ambiental Alberto Ribeiro Lamego, v. 14, n. 1, p. 81-97, 16 abr. 2020.
Seção
Artigos originais