A terceira “transposição” de águas da bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul: um conflito federativo em meio à escassez hídrica

  • Marcelo dos Santos Ferreira Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF)
Palavras-chave: Transposição de águas. Interligação de reservatórios. Rio Paraíba do Sul. Conflito Federativo. Escassez hídrica.

Resumo

A bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul abrange os estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, permitindo os usos múltiplos e a segurança hídrica para 183 cidades. Em meio à escassez hídrica, o estado de São Paulo, em março de 2014, solicitou a transferência de 5m3/s das águas do rio Jaguari para complementar os baixos níveis dos reservatórios do sistema Cantareira. Fortes reações vieram do Rio de Janeiro e São Paulo, gerando um conflito federativo. Um acordo interestadual permitiu a intervenção sob condições. Muitos atores foram envolvidos. Neste artigo abordaremos as nuances da visão opositora ao projeto. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo dos Santos Ferreira, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF)
Marcelo dos Santos Ferreira - Bacharel em Engenharia Agronômica pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF). Engenheiro da Associação Pró-gestão das águas da bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul (AGEVAP), Resende/RJ - Brasil. Email: sf.marcelo@gmail.com
Publicado
05-06-2015
Como Citar
FERREIRA, M. DOS S. A terceira “transposição” de águas da bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul: um conflito federativo em meio à escassez hídrica. Boletim do Observatório Ambiental Alberto Ribeiro Lamego, v. 9, n. 1, p. 7-34, 5 jun. 2015.
Seção
Artigos originais