Identificação de cenários de concentração de poluentes no município do Rio de Janeiro utilizando redes neurais

  • Flávia Ribeiro Villela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ
  • Marcos Antonio Cruz Moreira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense (IFFluminense, Campus Macaé)
Palavras-chave: Poluição do ar. Mapas de Kohonen. Redes Neurais.

Resumo

Estudos realizados em diversos países têm relatado associação entre a poluição atmosférica e vários indicadores de morbidade e mortalidade, mesmo quando as concentrações de poluentes estão abaixo dos limites padronizados. Este trabalho tem como local de estudo o município do Rio de Janeiro e tem como objetivo identificar cenários locais e globais caracterizados por dias de alta ou baixa poluição e dias meteorológicos típicos ou atípicos. Busca também verificar as associações com a distribuição estatística das contagens de eventos de saúde. O método usado na identificação desses cenários foram os mapas topológicos de Kohonen, baseados em redes neurais. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Flávia Ribeiro Villela, Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ
Professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Macaé/RJ - Brasil. Doutoranda em Engenharia de Reservatório e de Exploração pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF).
Marcos Antonio Cruz Moreira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense (IFFluminense, Campus Macaé)
Doutor em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense (IFFluminense, Campus Macaé) - Macaé/RJ – Brasil. 
Publicado
30-12-2016
Como Citar
VILLELA, F. R.; MOREIRA, M. A. C. Identificação de cenários de concentração de poluentes no município do Rio de Janeiro utilizando redes neurais. Boletim do Observatório Ambiental Alberto Ribeiro Lamego, v. 10, n. 2, p. 67-77, 30 dez. 2016.
Seção
Artigos originais