Cooperativismo popular como alternativa para comunidade atingida por barragem: territorialidade e extensão popular

  • Julio Cesar Pereira Monerat Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais, Campus Muriaé
Palavras-chave: terrritorialidade, pescadores, barragem, extensão popular

Resumo

Reflexão sobre territorialidade e extensão popular a partir do estudo do conflito territorial decorrente da construção da UHE Barra do Braúna, nos municípios de Laranjal e Leopoldina, Minas Gerais. De um lado do conflito encontra-se a empresa Barra da Braúna Energética S.A., ligada ao grupo canadense Brookfield Energia Renovável, e de outro os pescadores atingidos pela barragem, participantes de um projeto de extensão popular desenvolvido pelo Campus Muriaé do IF Sudeste MG voltado à constituição de uma cooperativa de piscicultura em tanque-rede.
Publicado
16-09-2020
Seção
Artigo original