Curricularização da extensão e a concretização da indissociabilidade

Autores

  • Tomé de Pádua Frutuoso IFSC Campus Florianópolis-Continente

DOI:

https://doi.org/10.19180/2447-8180.v5n2021p22-30

Palavras-chave:

Curricularização da Extensão., Extensão., Indissociabilidade., Educação., Instituto Federal.

Resumo

Este ensaio apresenta uma reflexão sobre o conceito de indissociabilidade presente na Constituição Federal de 1988, sobre o processo de curricularização da extensão, que consiste na obrigatoriedade de inclusão de carga horária de extensão nos cursos de graduação trazida pelos Planos Nacionais de Educação de 2001 e 2014, e pela resolução do Conselho Nacional de Educação nº 07 de 2018. O texto discute também a importância das atividades de extensão para promover impacto na formação discente e o impacto e transformação social, sempre pautadas na interação dialógica entre a instituição de ensino e os diversos setores da sociedade.

Biografia do Autor

Tomé de Pádua Frutuoso, IFSC Campus Florianópolis-Continente

Mestre em Educação com foco na Curricularização da Extensão pelo programa PROFEPT. Servidor técnico administrativo em educação no Instituto Federal de Santa Catarina - IFSC. E-mail: tome.padua@ifsc.edu.br      

Downloads

Publicado

14-10-2021

Edição

Seção

Ensaio