https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/cadernos_de_extensao/issue/feed Cadernos de Extensão do Instituto Federal Fluminense 2021-10-18T15:26:55-03:00 Cadernos de Extensão cadernosextensao@iff.edu.br Open Journal Systems <p><strong>Cadernos de Extensão do Instituto Federal Fluminense</strong> é uma revista com periodicidade anual que recebe artigos e relatos de experiência para a reflexão e divulgação de ações de extensão. Fundada em 2014, a revista passou por recente reformulação. Sua atuação foi ampliada ao abrir-se para a submissão de trabalhos com o objetivo de promover o diálogo entre as diversas instituições e agentes que realizam Extensão. É proposta, desta maneira, a consolidação da revista como espaço para construção de conhecimento sobre a Extensão e a partir dela. Dimensão inescapável das instituições, a extensão deve se realizar de maneira articulada ao ensino e à pesquisa. Corresponde ao esforço de, em diálogo permanente com a sociedade, produzir respostas efetivas aos seus desafios e impactar a transformação positiva dos territórios que habitam. Além disso, é lugar de promoção da formação cidadã, interprofissional e interdisciplinar, que leve à construção de conhecimento inovador sobre a realidade em que se insere. A Extensão se organiza em oito áreas temáticas, as quais se objetivam ver materializadas nas edições publicadas pela revista:</p> <ul> <li class="show">Comunicação;</li> <li class="show">Cultura;</li> <li class="show">Direitos Humanos e Justiça;</li> <li class="show">Educação;</li> <li class="show">Meio Ambiente;</li> <li class="show">Saúde;</li> <li class="show">Tecnologia e Produção;</li> <li class="show">Trabalho.</li> </ul> https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/cadernos_de_extensao/article/view/16317 Ficha Técnica 2021-10-15T20:47:46-03:00 Essentia Editora essentia@iff.edu.br <p>.</p> 2021-10-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/cadernos_de_extensao/article/view/16315 Editorial 2021-10-15T16:20:26-03:00 Juliana Gonçalves Vidigal jvidigal@iff.edu.br Aline dos Santos Portilho aline.portilho@iff.edu.br Denise Rosa Xavier denise.xavier@iff.edu.br 2021-10-14T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Cadernos de Extensão do Instituto Federal Fluminense https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/cadernos_de_extensao/article/view/16279 A Experiência do IFPA na regulamentação e implementação da Curricularização da Extensão: entrevista com Fabrício Medeiros Alho 2021-10-15T16:20:26-03:00 Cadernos de Extensão cadernosextensao@iff.edu.br Fabrício Medeiros Alho proreitor.proex@ifpa.edu.br 2021-10-14T15:53:27-03:00 Copyright (c) 2021 Cadernos de Extensão do Instituto Federal Fluminense https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/cadernos_de_extensao/article/view/15931 A inserção da Extensão nas práticas, currículos e projetos pedagógicos da educação superior pública brasileira: reflexões tentativas sobre os impactos na formação do estudante e na transformação social 2021-10-15T16:20:27-03:00 Ivan Vasconcelos Figueiredo ivanfigueiredo@gmail.com <p>Neste ensaio, debatemos sobre os impactos nos percursos formativos dos discentes e as transformações sociais decorrentes da inserção da Extensão nas práticas, currículos e projetos pedagógicos da educação superior pública brasileira. Propomos que o exercício da indissociabilidade no e a partir dos cursos de graduação, em especial, na vinculação processual das dimensões da Extensão e do Ensino, tende a: proporcionar uma formação mais integral, humanística e cidadã aos discentes envolvidos; contribuir para a ruptura da linha abissal que separa os sujeitos, as práticas, os saberes e os conhecimentos; em longo prazo, auxiliar no desenvolvimento de uma democracia justa socialmente.</p> 2021-10-14T18:00:38-03:00 Copyright (c) 2021 Cadernos de Extensão do Instituto Federal Fluminense https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/cadernos_de_extensao/article/view/16294 Curricularização da extensão e a concretização da indissociabilidade 2021-10-15T16:20:27-03:00 Tomé de Pádua Frutuoso tome.padua@ifsc.edu.br <p class="western" align="justify">Este ensaio apresenta uma reflexão sobre o conceito de indissociabilidade presente na Constituição Federal de 1988, sobre o processo de curricularização da extensão, que consiste na obrigatoriedade de inclusão de carga horária de extensão nos cursos de graduação trazida pelos Planos Nacionais de Educação de 2001 e 2014, e pela resolução do Conselho Nacional de Educação nº 07 de 2018. O texto discute também a importância das atividades de extensão para promover impacto na formação discente e o impacto e transformação social, sempre pautadas na interação dialógica entre a instituição de ensino e os diversos setores da sociedade.</p> 2021-10-14T18:59:34-03:00 Copyright (c) 2021 Cadernos de Extensão do Instituto Federal Fluminense https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/cadernos_de_extensao/article/view/15720 Inclusão do eBook no ensino médio de escola pública na área de ciências de plantas 2021-10-15T16:20:28-03:00 Ricardo Bressan-Smith bressan@uenf.br Cleiton Quintanilha Bastos cleiton_bibil@hotmail.com Mickaela Moreira dos Santos mickaelamoreira.s@gmail.com Andressa de Souza Batista andressauenf@gmail.com Bruna Corrêa da Silva de Deus brunacorreasd@gmail.com Keyana Laudimio de Sousa Guedes keyanalaudimio@gmail.com Luan Baritiello luanbaritiello@gmail.com Luan Cordeiro Corrêa luan.cordeiro88@hotmail.com <p>Os eBooks são livros eletrônicos, disponíveis em diversas versões. Para lê-los é preciso visitar serviços especializados, baixar arquivos com o conteúdo dos livros e fazer upload desses arquivos em aparelhos como Kobo, Kindle, Tablets e Smartphones, ou instalar os arquivos diretamente nos aparelhos se estes puderem se conectar à Internet. A necessidade de mudar padrões da educação para desenvolver novas habilidades de aprendizado é uma tendência. A inserção das novas tecnologias de ensino não é simples. É necessário organizar novas atividades e contextos, estratégias e métodos de ensino, e até mesmo mudança no papel do professor. Este projeto tem como objetivo o desenvolvimento de experiências práticas de ciências, junto a alunos do ensino médio de escola pública, para montagem de um acervo multimídia para servir de apoio à elaboração de um livro eletrônico (eBook) para o ensino em ciência de plantas. O eBook proposto deverá conter experiências práticas a serem ministradas em laboratório, tendo como objeto maior a interatividade aluno-tecnologia. Todos os passos realizados foram a partir da parceria firmada com o Colégio Estadual Liceu de Humanidades de Campos, na cidade de Campos dos Goytacazes, RJ.</p> 2021-10-14T19:42:44-03:00 Copyright (c) 2021 Cadernos de Extensão do Instituto Federal Fluminense https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/cadernos_de_extensao/article/view/15561 Um Museu Mambembe da Imagem e do Som como exercício interativo entre as sincronias e diacronias dos espaços públicos de Campos dos Goytacazes 2021-10-15T16:20:29-03:00 Marcia Regina Silva Ramos Carneiro marciarrcarneiro@gmail.com Victória Tupini Pereira marciarrcarneiro@hotmail.com Igor Pacheco Teixeira igorteixeira@id.uff.br Jean Victor Barreto Costa jeanbarreto@id.uff.br Luan Reis da Silva marciarrcarneiro@hotmail.com Vítor Gomes Silva marciarrcarneiro@hotmail.com Taiany Felipe de Oliveira marciarrcarneiro@hotmail.com Millena Manhães da Silva marciarrcarneiro@hotmail.com <p><strong><em>&nbsp;</em></strong>Partindo do pressuposto de que Projetos de Extensão objetivam a atuação social da Universidade, este Projeto foi construído por componentes que trabalham com metodologias diversas do campo da História: na pesquisa arquivísticas e bibliográfica. A pesquisa inicial visava a construção de catálogo da produção sonora da Rádio Cultura de Campos e sua divulgação. Empreendeu-se análise do material sonoro objetivando reconhecer projetos modernizadores do Brasil do início do século XX, observando elementos que caracterizaram a Cultura Política da década de 1930, sob Getúlio Vargas: política nacionalista e industrializante do Brasil. O acervo da Rádio Cultura voltou às ruas da Cidade através de um pequeno rádio que reproduzia um modelo da década de 1930, mas com recursos tecnológicos atuais, como “entrada para USB”. Trabalhamos usando metodologia interativa que consiste na reatualização da análise conjunta do processo de pesquisa e dos seus resultados. Com a aprovação no Programa de Extensão da UFF, este recebeu um bolsista e mais voluntários. Montamos, então, uma estrutura desmontável e surgiu nosso Museu Volante mambembe. Ao projeto de extensão reuniram-se pesquisas de Iniciação Científica e de Monografias acadêmicas.</p> 2021-10-15T08:24:25-03:00 Copyright (c) 2021 Cadernos de Extensão do Instituto Federal Fluminense https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/cadernos_de_extensao/article/view/15550 Desenvolvimento de Protocolo de Boas Práticas para Capacitação de Ordenhadores em Propriedades Leiteiras no Município de Caranaíba , MG 2021-10-15T16:20:29-03:00 Francimar Fernades Gomes francimar_rj@yahoo.com.br Bernard Bum de Rezende bernar.brum@gmail.com Graziela Rangel Silveira graziela_sil@hotmail.com Natalia Tavares Gomes natalia.t.gomes@hotmail.com Simone Bernardino de Souza simoneb.souza@bol.com.br <p>Este trabalho objetivou avaliar as condições higiênico-sanitárias de 54 propriedades rurais e o conhecimento de ordenhadores sobre as doenças transmitidas pelo leite para orientá-los sobre sua profilaxia. Em cada propriedade foi realizada uma inspeção visual e a aplicação de um questionário para identificação de pontos críticos a serem atacados em protocolos de Boas Práticas. Entre as propriedades avaliadas todas apresentaram falhas no aspecto higiênico-sanitário. Do total de entrevistados, 43% disseram que o consumo de leite pode causar doenças, mas desses, grande parte não soube citar o nome de duas (86,05%). Entre os que afirmaram que o consumo deste alimento pode acarretar agravos, 23,26% citaram a Brucelose seguido de alergia; 11,63%, intoxicação alimentar e diarreia, 6,98% respectivamente; Tuberculose e verminoses, 2,33% cada. Sobre as medidas preventivas, 63% informaram conhecê-las, no entanto, desse total, a maioria, 95,24%, não soube indicar três delas. Considerando que 70% dos entrevistados possuem baixa escolaridade, este fato pode contribuir para a não implementação de protocolos de profilaxia contribuindo assim para a produção de leite de má qualidade.</p> 2021-10-15T08:30:18-03:00 Copyright (c) 2021 Cadernos de Extensão do Instituto Federal Fluminense https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/cadernos_de_extensao/article/view/15392 Cenas do projeto de extensão LPMAT: um relato de experiência 2021-10-15T16:20:30-03:00 Magda Renata Marques Diniz magda.diniz@ifrn.edu.br José Vilani de Farias vilani.farias@ifrn.edu.br <p>Este trabalho apresenta uma experiência desenvolvida no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) por meio do projeto de extensão “Pro-Matemática/Língua Portuguesa-IF”, destinado aos discentes do 9º ano de escolas públicas do município de Canguaretama. Esse projeto teve como objetivo auxiliar o ingresso dos discentes que pretendiam estudar no Ensino Médio Integrado à Educação Profissional do IFRN além de corroborar o desenvolvimento do processo de ensino-aprendizagem das aulas de Língua Portuguesa e de Matemática desses alunos em suas escolas. As atividades foram desenvolvidas por meio de aulas expositivas, resoluções de provas anteriores e atividades de familiarização com o IFRN, as quais apresentavam os espaços e a comunidade escolar aos estudantes. Acredita-se, então, que essa aproximação seja importante para estimular a autoconfiança e a motivação dos candidatos nos estudos. Como um dos resultados, o projeto demostrou que pode contribuir com o desempenho escolar dos envolvidos, sendo a aprovação alcançável no Exame de Seleção.</p> 2021-10-15T09:22:55-03:00 Copyright (c) 2021 Cadernos de Extensão do Instituto Federal Fluminense https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/cadernos_de_extensao/article/view/15569 Sociabilidades e Direitos no Programa Morar Feliz de Campos dos Goytacazes, RJ 2021-10-15T16:20:31-03:00 Wania Amélia Belchior Mesquita mesquita@uenf.br Braullio da Paz Fontes fontesbrp@gmail.com Giullia Junqueira Pessanha giulliajunqueira@gmail.com Maura Simone da Silva Rodrigues mssr.rodrigues@gmail.com Thayna da Conceição Carvalhaes Justo thaynacarvalhaes@yahoo.com.br Rosana de Fátima Rocha de Freitas rosanarochafreitas@gmail.com <p class="western" align="justify">O presente texto busca descrever as experiências dos bolsistas e profissionais envolvidos no Projeto de extensão “Sociabilidades e Direitos no Programa Morar Feliz de Campos dos Goytacazes – RJ”, da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro – UENF. As atividades desenvolvidas no Conjunto Residencial João Batista são voltadas ao público infantil. As atividades acontecem na área de uso comum do conjunto, promovendo a convivência das crianças e familiares no espaço. Além de descrever as atividades realizadas pelos bolsistas, o trabalho busca apresentar uma análise do perfil socioeconômico das crianças e familiares e as mudanças ocorridas no espaço de uso comum do conjunto.</p> 2021-10-15T09:31:29-03:00 Copyright (c) 2021 Cadernos de Extensão do Instituto Federal Fluminense https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/cadernos_de_extensao/article/view/15568 A tecnologia como forma de emancipação em um projeto de extensão para adolescentes em conflito com a lei 2021-10-15T16:20:31-03:00 Luiza Fernandes Neto luizanetoarq@gmail.com Luciane Soares Da Silva lucianecoltrane@gmail.com Ana Carla de Oliveira Pinheiro anacarlaopinheiro@gmail.com Lara dos Anjos Pereira lara_dosanjos@yahoo.com.br Yuri Costa Moraes da Silva yuricosta@id.uff.br Yann Almeida Belmont Paula almeidabelmont@gmail.com <p>O presente artigo expõe a experiência de desenvolvimento do projeto de extensão direcionado a adolescentes em cumprimento de medida socioeducaticativa em meio aberto, a saber, Liberdade Assistida (LA) e Prestação de Serviços à Comunidade (PSC) no município de Campos dos Goytacazes. Problematizando as estratégias institucionais frequentemente adotadas para o processo de ressocialização, nossa proposta seguiu no sentido de propor a inclusão digital como alternativa de combate aos preconceitos e estigmatizações que perpassam a trajetória de adolescentes que entram em conflito com a lei. Por meio de uma abordagem propositiva, as ações do projeto se articularam às propostas da Fundação Municipal da Infância e Juventude, uma autarquia municipal, a fim de alcançar o público-alvo do projeto. Em sua primeira fase de desenvolvimento nossos esforços se concentraram em compreender e operar com as lógicas institucionais, e, consequentemente, acessar os adolescentes. Com continuidade prevista até 2021, o projeto entra numa nova etapa, visando dar curso ao plano de trabalho diretamente com os jovens.</p> 2021-10-15T09:40:45-03:00 Copyright (c) 2021 Cadernos de Extensão do Instituto Federal Fluminense https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/cadernos_de_extensao/article/view/15546 Benefícios da Reabilitação Neuropsicológica com estudantes universitários: um estudo de caso 2021-10-15T16:20:32-03:00 Carlos Alexandre Antunes Cardoso calexandre625@gmail.com Lorena Alves Torres lorenaalvestorres@gmail.com Cecília Souza Oliveira ceci.psioliveira@gmail.com <p>O presente trabalho consistiu na aplicação de um plano de reabilitação neuropsicológica com foco nas habilidades cognitivas de estudantes universitários que não apresentassem condições psicopatológicas prévias. A pesquisa ocorreu em 4 etapas: 1) Aplicação de uma entrevista de anamnese; 2) Realização de avaliação neuropsicológica por meio da Escala de Inteligência Wechsler Abreviada, Teste da Figura Complexa de Rey, Bateria Psicológica para Avaliação da Atenção, Escala de avaliação de Disfunções Executivas de Barkley, que forneceu dados do perfil cognitivo e comportamental importantes para o processo; 3) Elaboração e aplicação de um plano individualizado de reabilitação, com sessões semanais; 4) Avaliação neuropsicológica após a aplicação do plano. Os dados foram analisados por meio do Método Jacobson e Truax para estimar a significância clínica da intervenção. Os resultados sugeriram mudanças positivas confiáveis em processos executivos e atencionais, bem como satisfação dos participantes com as atividades desenvolvidas. Discute-se a importância de intervenções neuropsicológicas que levem em conta os benefícios que podem ser alcançados no seu uso com indivíduos saudáveis.</p> 2021-10-15T09:58:27-03:00 Copyright (c) 2021 Cadernos de Extensão do Instituto Federal Fluminense https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/cadernos_de_extensao/article/view/15552 Infâncias, juventudes e políticas públicas: desenvolvendo ações dialógicas 2021-10-15T16:20:32-03:00 Juliana Thimóteo Nazareno Mendes julianatnmendes@gmail.com Franciele da Silva Pessoa francisilva731@gmail.com <p>Este artigo tem como objetivo apresentar e refletir sobre as ações desenvolvidas no âmbito do projeto de extensão, que dá nome ao artigo, e sobre os elementos que culminaram no seu desenvolvimento, considerando o contexto das políticas sociais desenvolvidas no município de Campos dos Goytacazes-RJ. A política de atendimento à criança e ao adolescente pressupõe a interface com diferentes políticas sociais; no entanto, enfatizaremos a Política de Assistência Social, foco da ação extensionista do referido projeto. Apresentaremos e analisaremos as atividades realizadas junto aos serviços de acolhimento institucional de crianças e adolescentes e as atividades de capacitação de profissionais que atuam na área da infância e juventude. Concluímos que as atividades realizadas tiverem um importante papel de fomentar a reflexão e propor possibilidades de intervenção com/para crianças e adolescentes, tanto para os profissionais como para a gestão dos serviços.</p> 2021-10-15T10:11:27-03:00 Copyright (c) 2021 Cadernos de Extensão do Instituto Federal Fluminense https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/cadernos_de_extensao/article/view/15549 Extensão universitária no Norte Fluminense: uma proposta para o entendimento do tempo e do clima 2021-10-18T15:26:55-03:00 Gildo Rafael de Almeida Santana gildoraphael@gmail.com Juliana Neves Afonso juliana.na@live.com Maria Gertrudes Alvarez Justi da Silva justi.meteoro@gmail.com <p>Este artigo descreve as atividades realizadas pelo projeto “Tempo” de Aprender em “Clima” de Ensinar desenvolvido no Laboratório de Meteorologia - LAMET/UENF. O projeto se desenvolve em duas vertentes, uma que envolve a parceria com escolas e outra na qual se prioriza a disseminação de informações relacionadas com a atmosfera, (tempo e clima). A primeira vertente envolve a instalação de uma estação meteorológica em escola parceira ou a visita guiada de alunos e professores às estações meteorológicas e ao parque de energias renováveis do LAMET. A segunda vertente se encarrega de levar aos professores, alunos e ao público em geral, notícias e matérias sobre o que está acontecendo no Brasil e no mundo relacionadas a ocorrência de fenômenos meteorológicos significativos ou impactos das variações do tempo e do clima. O uso das mídias sociais e a distribuição de um informativo, garantem a consecução deste objetivo do projeto. Como conclusão, pode-se destacar que o público-alvo está ávido por este tipo de ação e de informação especializada, desde que seja atual, de qualidade e com linguagem acessível. Para tanto, este projeto tenta garantir que o estudo das ciências atmosféricas, embora complexo, torne-se uma ciência acessível a todos.</p> 2021-10-15T10:17:10-03:00 Copyright (c) 2021 Cadernos de Extensão do Instituto Federal Fluminense https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/cadernos_de_extensao/article/view/15547 A extensão universitária em tempos de pandemia: reflexões sobre Educação do Campo na Baixada Campista (RJ) 2021-10-15T16:20:33-03:00 Viviane Cristina Silva Lima ufrrj49@gmail.com Mírian Marques da Silva MMS.04@hotmail.com Kíssila dos Santos Monção moncao.kissila@gmail.com Ricardo André Avelar da Nóbrega ravelarnobrega@gmail.com <p>O projeto de extensão universitária intitulado “Educação do Campo: limites e possibilidade da formação continuada para educadores na Baixada Campista” nasceu das demandas pela formação continuada em metodologias e estratégias pedagógicas para os estudantes do campo. A proposta das atividades presenciais ocorria em uma escola estadual de ensino médio na Baixada Campista (RJ), mas, em decorrência da pandemia de Covid-19, o projeto precisou se (re)inventar, explorando os territórios digitais. Por tudo isso, o objetivo do texto é descrever as estratégias utilizadas pela equipe do projeto para não paralisar as atividades. A metodologia utilizada na construção do texto foi a observação participante e a revisão de literatura. Após a análise das ações desenvolvidas pelo grupo, foi constatado que o projeto aumentou sua capilaridade graças às redes sociais e ao empenho dos envolvidos na produção de material didático.</p> 2021-10-15T10:29:10-03:00 Copyright (c) 2021 Cadernos de Extensão do Instituto Federal Fluminense https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/cadernos_de_extensao/article/view/15548 Espaço Olericultura 2021-10-15T16:20:34-03:00 Cláudia Lopes Prins prins@uenf.br Letícia Borges da Costa koborgesleticia@gmail.com Lucas Barreto da Silva barretinholucas1234@outlook.com Edson Gomes França Junior edsonfrancajr40@gmail.com Gloria Cristina da Silva Lemos gloria@uenf.br José Márcio Ferreira marciopesagro@yahoo.com.br <p>O projeto Espaço Olericultura, localizado na Unidade de Apoio à Pesquisa UENF-Pesagro, tem como proposta desenvolver atividades de vivência e troca de experiências entre produtores, técnicos, pesquisadores, estudantes e comunidade em geral sobre o desenvolvimento do cultivo de hortaliças na região. Nesta área serão conduzidos cultivos em campo e ambiente protegido utilizando manejo e práticas culturais adequadas às condições climáticas da região. A área integrará o desenvolvimento de projetos de pesquisa, aulas e práticas de extensão nas quais as atividades e pesquisas científicas realizadas no Setor de Horticultura/UENF relacionadas à produção de hortaliças poderão ser divulgadas para o público através de cursos, dias de campo e palestras. Espera-se que o acesso à informação técnica resultante de pesquisas voltadas para as condições regionais permitam àqueles que desejam ou já praticam a produção de hortaliças possam desenvolvê-la de forma eficiente. Aos profissionais da área e estudantes o espaço será uma oportunidade de atualização relacionada à produção de hortaliças e ao público em geral uma forma de conhecer o trabalho desenvolvido na universidade e obter conhecimento sobre a pesquisa e produção de hortaliças.</p> 2021-10-15T10:34:06-03:00 Copyright (c) 2021 Cadernos de Extensão do Instituto Federal Fluminense https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/cadernos_de_extensao/article/view/15555 Resgate de hortaliças não convencionais e sua utilização na alimentação escolar 2021-10-15T16:20:34-03:00 Marcelo Geraldo de Morais Silva mcoro2003@yahoo.com.br Ryan Reis Cunha ryryreis@gmail.com Izabela Morais da Luz izabela04morais@hotmail.com Reynaldo Tancredo Amim reynaldo.amim@iff.edu.br <p>A constante e farta disponibilidade de hortaliças convencionais, tais como cenoura, tomate, alface, batata, etc, em diversos mercados favoreceram a aquisição e o consumo habitual dessas pelos brasileiros. Isso, aliado ao processo de globalização, que resultou no crescente uso de alimentos industrializados e na introdução das redes de fast-food, proporcionou mudanças profundas nos hábitos alimentares da população. Com isso, o consumidor ganhou em constância no fornecimento de determinadas espécies vegetais produzidas em larga escala, porém, houveram mudanças significativas no padrão alimentar e perdas de características culturais na alimentação também foram esquecidas ao longo do tempo. Dessa forma, o presente trabalho teve por objetivo resgatar a utilização de hortaliças não convencionais na alimentação dos estudantes do Instituto Federal Fluminense – Campus Avançado Cambuci, utilizando-se, a priori, algumas hortaliças de fácil preparo. Para a avaliação destas hortaliças foi aplicado um questionário aos alunos como forma de validação de seu uso na alimentação. Como resultado o projeto possibilitou a troca de saberes entre as partes participantes e em alguns casos houve boa aceitação em relação as hortaliças servidas.</p> 2021-10-15T13:28:37-03:00 Copyright (c) 2021 Cadernos de Extensão do Instituto Federal Fluminense https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/cadernos_de_extensao/article/view/15557 Recomendações técnicas de adubação e calagem realizadas pela UFRRJ Campus Campos dos Goytacazes 2021-10-15T16:20:35-03:00 Josimar Nogueira Batista josimarbatista.agro@gmail.com Rebecca Machado Carvalho rebeccamcarv@hotmail.com Elaine Meireles elainecmeireles@hotmail.com Rian Ribeiro Soares rianrsoares@gmail.com Letícia Oliveira Nascimento leticiaoliveiran@yahoo.com.br Monique dos Santos rebeccamcarv@hotmail.com Kamilla Rangel Cardoso kamillacardoso@gmail.com <p>A avaliação da fertilidade do solo, envolve, em síntese processos de amostragem, métodos de análise, técnicas de diagnóstico dos resultados, modelos de interpretação e de recomendação de corretivos e fertilizantes. O Centro de Análises (CA) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) é um Laboratório credenciado junto à Embrapa, fazendo parte do Programa de Análise de Qualidade de Laboratórios de Fertilidade (PAQLF), com conceito A. Uma importante ação de extensão realizada pelo CA é o atendimento de produtores rurais, principalmente do Norte e Noroeste Fluminense, através da orientação técnica para a correta recomendação de calcário e fertilizantes. Em 2018, o CA realizou 88 recomendações de adubação e calagem para diferentes solos, cultivos e plantas. No total, foram 34 culturas, com a maior demanda para pastagens/forrageiras (30%), e cana-de-açúcar e citros (ambas 7%). Outras culturas como o abacaxi representaram 3% das recomendações técnicas. Com os resultados de análise química do solo, foram atendidos 62 municípios, e do total das recomendações, a maior demanda foi para Campos dos Goytacazes, representando 41% do total. No tocante das recomendações, observa-se que grande parte é voltada para pastagens ou algum tipo de planta indicada para alimentação animal. Os valores alcançados demonstram aumento da diversidade de culturas na região e consequentemente melhoria no manejo da adubação e nutrição de plantas.</p> 2021-10-15T13:46:24-03:00 Copyright (c) 2021 Cadernos de Extensão do Instituto Federal Fluminense