Tecnologias na escola: o que nos dizem os professores

  • Patrícia de Abreu Monteiro Azevedo
  • Thaís Reis de Assis

Resumo

Encontramos no contexto atual novidades tecnológicas que estão presentes em todas as áreas. As escolas viram-se quase que obrigadas a compor esse cenário, o que tem provocado debates e questionamentos. Ao mesmo tempo em que escolas e professores se ambientam a esta realidade tecnológica, paralelamente existe uma geração de estudantes que já nasceu conectada, cuja tecnologia chega a ser parte integrante da sua inserção em sociedade. Este público é um grande desafio para uma educação inovadora capaz de fomentar a promoção de uma aprendizagem transformadora através do uso das tecnologias. Diante deste quadro, a pesquisa teve como objetivo investigar o uso das tecnologias no ambiente educacional do Ensino Fundamental (2º segmento) em escolas de Itaperuna/RJ (tanto públicas como particulares) analisando como os recursos digitais estão inseridos na prática pedagógica e fazem parte dos resultados obtidos em um trabalho de conclusão de curso. A metodologia utilizada foi a exploratória de cunho qualitativo através de pesquisa de campo para conhecer a prática pedagógica dos professores em relação à utilização da tecnologia em suas disciplinas e a relação deles com a mesma. Foi utilizada a aplicação de questionário online através da ferramenta google forms composto por dois blocos, sendo o primeiro voltado para a identificação do respondente e o segundo para compreender a percepção e o uso da tecnologia no cotidiano escolar. O questionário foi aplicado entre os meses de fevereiro e março de 2020. Os resultados apontaram para a utilização ainda limitada da tecnologia, mais como aparato tecnológico do que instrumento transformador. Ao conhecer um pouco mais da prática pedagógica de cada professor e como este relaciona-se com a tecnologia verificou-se que os profissionais reconhecem este recurso como um aliado ao ensino, classificando-o, em sua maioria, como positivo. No entanto, observou-se uma concentração em atividades como exibição de vídeos, apresentação do conteúdo através de slides e pesquisa na internet. Percebeu-se, no caso em estudo, que a educação ainda está centrada na figura do professor, aquele que detém o conhecimento estabelecido em parâmetros e programas curriculares que determinam o que o aluno deve aprender.
Publicado
23-06-2021
Seção
Banner - Educação e Ciências Sociais