Produção textual científica: uma experiência educativa integrada com os professores em escolas públicas do ensino médio. Bom Jesus do Itabapoana-RJ. 2019-2020.

  • Ismérie Salles De Souza Figueiredo
  • Francismar Domingues Figueiredo
  • Silvia Elena Almeida Da Costa Linhares
  • Thalles Azevedo Ladeira
  • Auner Pereira Carneiro

Resumo

Os resultados do trabalho em tela, revelam os dados do projeto de extensão em desenvolvimento na Famesc-Faculdade Metropolitana São Carlos, em Bom Jesus do Itabapoana-RJ, com atividades de responsabilidade socio institucional, integradas à experiência científica de orientação de produção textual, com criatividade e inovação. Esse empoderamento socioeducativo de autodeterminação intelectual, promove o desenvolvimento de talentos regionais, com a inclusão de Professores de escolas públicas do ensino médio no município. Os objetivos são: orientar Professores nas escolas públicas para que possam realizar a sua presença em eventos científicos com a produção de textos interessados à qualificação Profissional. Assim como, promover a participação dos mesmos em eventos propiciadores de novas aprendizagens e desafios intelectuais; ampliar os resultados no magistério como protagonistas de novos horizontes em educação e escolaridade e interagir com os estudantes da FAMESC, bacharéis, licenciaturas e demais cientistas interessados na carreira universitária. A epistemologia crítica contribuiu como método de abordagem dialógica na implementação de procedimentos histórico-comparativos, fundamentados na andragogia universitária de efetiva produtividade na orientação do desenvolvimento de múltiplas inteligências em ambientes pluridisciplinares. São momentos interativos de auto realização com novas tecnologias digitais na qual a presença ativa ou virtual dos pesquisadores, com seus equipamentos, tais como, um notebook ou semelhantes, contribuem para a produção das tarefas do curso. A utilização de mídias sociais interativas, por meio de grupos de apoio estratégico de comunicação, modulam outros aplicativos inclusivos. A partir da avaliação inicial dos perfis dos participantes, com relação a produção de pesquisas e publicações de suas ideias, passaram a interagir com a plataforma Lattes. As atividades sistemáticas de acompanhamento pelo orientador do projeto, são feitas em um grupo de whatsapp e/ou por e-mail, com 40 horas de exercícios, vídeos e links oficiais, incentivadas para o acesso às fontes de dados e informações em cada dia de orientação. O grupo produziu em seis meses, dois resumos simples, dois resumos expandidos e quatro artigos, todos aprovados e publicados em eventos e revistas cientificas. Muito significativo para os participantes esses resultados, diante de um quadro antecedente de eventuais participações em pesquisa e extensão universitária.
Publicado
24-06-2021
Seção
Banner - Educação e Ciências Sociais