Livreto Bilíngue: “Família e o bem estar das crianças surdas em época de pandemia”

  • Brenda Nogueira
  • Louise C. Rodrigues Ramos
  • Natalina Caetano
  • Raynara Escala
  • Ludmila V. F. Franco

Resumo

Tendo em vista que a comunicação é a base para o avanço de uma sociedade, percebe-se que em famílias ouvintes com filhos surdos, a comunicação, é uma de suas maiores dificuldades, considerando que as pesquisas apontam que a maioria dos surdos são filhos de pais ouvintes, e diante de toda calamidade enfrentada por conta do Covid-19, o presente trabalho, preocupado com a saúde mental das crianças surdas, através do Projeto de Pesquisa, “Educação de Surdos e Ensino de Libras para ouvintes” da Universidade Federal Fluminense, desenvolveu um Livreto bilíngue: “Família e o bem estar das crianças surdas em época de pandemia” com o objetivo de auxiliar a interação familiar de pais ouvintes com filhos surdos, promover informação pertinente quanto a medidas de proteção e higienização no combate ao Coronavírus e apontar atividades e sites para pais e filhos surdos. Sendo assim, criou-se material, a partir da análise da importância da promoção de atividades que possam recriar esta aproximação nas famílias. A metodologia utilizada foi a bibliográfica para o desenvolvimento do produto sobre a temática, utilizou-se ainda programa gratuito Canva para confecção do material, e para tornar o Livreto acessível utilizou-se o QR- Code e youtube, para visualização e armazenamento dos vídeos feitos com Tradução e Interpretação da Libras por profissional tradutor intérprete. Após confeccionado, este foi avaliado e validado por especialistas Surdos e Ouvintes, além de tradutores e intérpretes de Libras, para que o material pudesse trazer informação ao público alvo com qualidade e clareza. Concluiu-se que há a necessidade de que ospais ouvintes aprendam e ofereçam a Libras como L1 para seus filhos surdos e que ainda há escassez de materiais que estimulem a relação bilíngue entre ambos, ainda percebe-se que o material produzido poderá ser utilizado como auxílio ao longo do processo de socialização da criança surda, independente do período pandêmico.
Publicado
04-07-2021
Seção
Banner - Educação e Ciências Sociais