Ergonomia: O esgotamento dos profissionais de saúde durante a pandemia

  • D.F.R.F. Prata

Resumo

A Ergonomia é caracterizada pela adaptação do trabalho ao homem e busca reduzir a penosidadegarantindo a usabilidade. O presente trabalho científico busca entender como os profissionais de saúdeestão buscando meios para minimizar os efeitos do esgotamento físico e emocional oriundos do períodopandêmico, sobretudo aqueles que laboram na famigerada linha de frente dentro das instituições de saúde.O método utilizado se configura por uma pesquisa descritiva e qualitativa que se deu por meio de umestudo de caso onde foi possível observar e entender o trabalho prescrito e o trabalho real realizado pormédicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem dentro de um hospital referência no atendimento aospacientes com COVID-19. A necessidade de entender quais são os fatores que colaboraram para oesgotamento físico e emocional dos profissionais de saúde no enfrentamento ao COVID-19 se apresentacomo justificativa principal para a realização do trabalho científico. A Ergonomia se apresenta de maneirasignificativa para entender os fatores de riscos e na proposição de soluções para minimizar os problemasrelacionados com o esgotamento físico e emocional. Como resultado foi possível perceber que o elevadonúmero de plantões e demandas contribuíram para o esgotamento físico dos empregados. As frequentessituações de óbitos as quais os funcionários tiveram que presenciar e o receio de tal situação acontecercom um parente ou amigo próximo contribuiu para o esgotamento emocional dos profissionais de saúde.Por fim, foi possível constatar com a presente pesquisa que os profissionais de saúde sofreramsignificativo preconceito de parte da sociedade que assimilaram a presença desses profissionais em locaisdiversos com a eminência de contaminação e proliferação do vírus.
Publicado
31-03-2022
Seção
Banner - Ciências da Saúde: Enfermagem