Relações Desiguais Capitalistas e Injustiça Ambiental: breve análise do Racismo Ambiental no Brasil

  • C. V. A. Costa
  • M.S. Batista
  • G.V. Dias

Resumo

O capitalismo tem gerado e/ou ampliado diversos problemas socioambientais ao longo de sua história, tanto em escala local quanto global. Por meio das teorias da dependência e do sistema -mundo, pode-se constatar que o mundo globalizado está dividido entre centro e periferia, havendo uma distribuiçãodesigual tanto dos bens quanto dos males provenientes do capitalismo. É a partir dessas relações desiguais capitalistas que ocorrem as injustiças ambientais e o racismo ambiental, que se caracterizam como a injusta imposição de danos ambientais a populações levando-se em consideração a sua raça, etnia e classe social. No presente trabalho discutimos as trocas desiguais no âmbito do sistema-mundo capitalista, suas consequências no que tange às injustiças ambientais e ao racismo ambiental e, por fim, apontamentos sobre como o racismo ambiental se manifesta no Brasil.
Publicado
31-03-2022
Seção
Banner - Educação e Ciências Sociais