Capitalismo Cognitivo: novas roupas, antigas premissas

  • Josélia Rita da Silva

Resumo

O presente trabalho objetiva discutir o conceito de capitalismo cognitivo e sua relação com aeducação. Para tanto, baseou-se em uma pesquisa bibliográfica buscando em autores queestudam a temática a sustentação para o estabelecimento da influência do novo modelocapitalista sobre a educação. Os resultados demonstram que, não se pode falar emcapitalismo, mas em capitalismos, uma vez que seu desenvolvimento não é uniforme emtodos os lugares. Ainda aponta como o imperativo tecnológico permitiu o aprimoramento dasformas de exploração da mais-valia, do controle do trabalhador e da submissão deste aocapital. Essas configurações adentram a educação, tornando o conhecimento produzidoindividual e coletivamente, cada vez mais privado e a serviço do lucro. Conclui-se que aeducação tem se prestado muito aos interesses do capitalismo cognitivo, visto que, fornece aprincipal matéria prima para gerar lucro: o conhecimento.
Publicado
01-04-2022
Seção
Banner - Educação e Ciências Sociais