RISCO DA CRIPTOSPORIDIOSE EM REBANHOS DE OVINOS RELACIONADOS AO MANEJO

  • Carina dos Santos Teixeira
  • Rachel Ingrid Juliboni Cosendey
  • Francisco Carlos Rodrigues de Oliveira
Palavras-chave: Cryptosporidium spp., Ziehl-Neelsen, Coccidiose

Resumo

A criptosporidiose representa um importante papel na Síndrome da Diarréia Neonatal de Ruminantes. As manifestações clínicas são apatia e depressão, anorexia, dor abdominal, diarréia com eliminação de um grande número de oocistos. A conseqüência disso é perda de peso e crescimento retardado durante as primeiras semanas de vida. Este trabalho de pesquisa teve como objetivo verificar os fatores de risco da criptosporidiose em relação ao manejo de rebanhos de ovinos. Foram coletas de fezes, diretamente da ampola retal de 130 ovinos de ambos os sexos e idades variadas. A técnica de Ziehl- Neelsen modificada foi utilizada para detecção de oocistos do gênero Cryptosporidium spp. A análise descritiva associada às freqüências de oocistos nas fezes e ao sistema demanejo dos animais foram analisados pelo Teste de Fisher (Fisher Exact Test) e aproximação de Katz para intervalo de confiança de 95% utilizando-se o software Sistema para Análise Estatística – SAEG – Versão 9.1. Foi observado risco relativo extremamente significativo (Teste de c2 [P=0,0022] Rr = 1,587. IC 95%: 1,157- 2 [P<0,0001] Rr = 1,931. IC 95%: 1,422-forma, fatores relacionados ao manejo, tais como, a falta de higiene das instalações, uso de água não tratada e sistema intensivo de criação contribuem para o aparecimento da criptosporidiose nos rebanhos de ovinos.

Biografia do Autor

Carina dos Santos Teixeira
Graduação em Medicina Veterinária, Bolsista PIBIC/UENF
Rachel Ingrid Juliboni Cosendey
Doutorado em Ciências Veterinária – UFF
Francisco Carlos Rodrigues de Oliveira
Professor Associado LSA/CCTA/UENF