TEOR DE VITAMINA C E RENDIMENTO DE POLPA DE DIFERENTES MATERIAIS DE GOIABA (Psidium guajava L.)

  • Tatiane dos Santos Freitas
  • Aroldo Gomes Filho
  • Jurandi Gonçalves de Oliveira
Palavras-chave: rendimento de polpa, teor de vitamina C, armazenamento

Resumo

A goiaba apresenta lugar de destaque entre as frutas tropicais, principalmente devido ao seu valor nutritivo. Os frutos possuem elevados teores de vitamina C, A e B, além de destacarse pelo aroma e sabor característicos. Este trabalho visa caracterizar o teor de vitamina C e o rendimento de polpa de diferentes acessos de goiaba, visando selecionar materiais superiores para estas características. O presente trabalho foi desenvolvido em uma fazenda localizada em Bom Jesus do Itabapoana/RJ. As avaliações foram realizadas com a cultivar Paluma e mais cinco acessos de uma população: “grande”, “folha fina”, “milho”, “precoce” e “rugosa”. Os frutos foram colhidos em duas épocas, abril e outubro, no estádio 1 dematuração, sendo os mesmos avaliados de dois em dois dias até a sua senescência. As variáveis analisadas foram: rendimento de polpa, expresso em porcentagem e teor devitamina C, expresso em mg de ácido ascórbico por 100g de polpa. O experimento foi instalado seguindo um DIC com três repetições, em esquema fatorial 6x2x4. Foramrealizadas de análises de variância e Teste Tukey (P<0,05). Os resultados demonstraram que o teor de vitamina C e o rendimento de polpa foram influenciados pela época de colheita, genótipo e tempo de armazenamento. Com relação ao rendimento de polpa, osacessos “milho” e “grande” apresentaram os melhores resultados para frutos colhidos em abril e outubro respectivamente. Os maiores teores de vitamina C foram encontrados em frutos em estádio de maturação mais avançados. Os valores encontrados de vitamina Cmonstraram alta variabilidade para esta característica, possibilitando a seleção de materiais promissores. Os resultados da avaliação de rendimento de polpa comprovam que os acessos têm um grande potencial para o comércio in natura e para industrialização.