TÓPICOS DA TEORIA DA ESTIMAÇÃO: ANÁLISE DE DOIS MÉTODOS

  • Vitor Rangel de Arruda
  • Paulo Cesar Beggio
Palavras-chave: Teoria da Estimação, Método de Mínimos Quadrados, Método de Máxima Verossimilhança

Resumo

A estimação dos parâmetros deduzidos da estatística amostral e o conhecimento das suas relações numéricas permitem extrair informações dos dados disponíveis. Dois métodos que permitem a estimação de parâmetros são os Métodos de Mínimos Quadrados e de Máxima Verossimilhança. Objetiva-se assim a análise estatística, usando ambos os métodos, de um conjunto de dados experimentais representativos do evento Centauro, comparando os resultados obtidos em ambos os métodos. A metodologia consiste no estudo detalhado dos Métodos de Mínimos Quadrados e de Máxima Verossimilhança, com a subsequente aplicação ao conjunto de dados de um evento Centauro, estimando parâmetros de seu espectro e efetuando o confronto e interpretação dos resultados a serem obtidos. Método de Mínimos Quadrados: consiste em estabelecer uma relação funcional entre duas grandezas observadas experimentalmente e em obter a função que melhor represente e se ajusta aos respectivos dados experimentais, minimizando a soma dos quadrados das diferenças entre os pontos da função ajustada e os dados correspondentes. Método de Máxima Verossimilhança: consiste em estabelecer uma função dos parâmetros da distribuição dos dados observados que melhor represente e se ajusta ao evento experimental, maximizando cada ponto da distribuição ajustada de tal forma que a amostra observada tenha máxima semelhança com o evento ocorrido. O trabalho encontra-se em fase de preparação dos dados disponíveis para análise,utilizando ambos os métodos de estimativas citados.