USO DE RESÍDUOS DA AGROINDÚSTRIA NA PRODUÇÃO DE MUDAS DE AECHMEA BLANCHETIANA (BAKER) L. B. SMITH ORIUNDAS DO CULTIVO EX VITRO E IN VITRO

  • Tarcisio Rangel do Couto
  • Janie Mendes Jasmim
  • Virginia Silva Carvalho
Palavras-chave: Bromeliaceae, Casca do fruto da mamoneira, . Fibra de coco

Resumo

Aechmea blanchetiana é uma bromélia nativa do Brasil com folhagens e flores decorativas. Devido ao valor econômico e ao extrativismo faz-se necessário o aprimoramento dos seus métodos de propagação. O uso de rejeitos da agroindústria como substrato pode reduzir os custos e contribuir para a sustentabilidade da atividade. Com esse objetivo, testaram-se diferentes subprodutos da agroindústria como substrato na produção de mudas de A. blanchetiana oriundas de sementes germinadas ex vitro e in vitro. Mudas A. blanchetiana obtidas de sementes germinadas em casa de vegetação e in vitro foram plantadas em oito diferentes combinações dos substratos Plantmax® hortaliça, fibra de coco e casca do fruto da mamoneira nas granulometrias de sete e dez milímetros. Para as mudas obtidas ex vitro, cada tratamento consistiu de 4 repetições com oito plantas por parcela. Para as mudas de A. blanchetiana oriundas do cultivo in vitro cada tratamento consistiu de 4 repetições com seis plantas por parcela. Após quatros meses foram avaliados: taxa de sobrevivência, diâmetro e altura da roseta, número de folhas e área foliar, volume e massa seca de raiz, massa seca do caule, foliar e total. As mudas obtidas ex vitro não apresentaram diferença entre as variáveis testadas. As mudas obtidas in vitro apresentaram diferenças entre os parâmetros testados, exceto para a taxa de sobrevivência que foi de cem por cento para todos os tratamentos. Para todas as demais variáveis, os melhores resultados foram obtidos nos tratamentos compostos por casca do fruto da mamoneira nas duas granulometrias, puros ou misturados a fibra de coco, demonstrando a melhor qualidade da muda produzida utilizando estes resíduos como substrato. Plantas oriundas do cultivo in vitro apresentaram uniformidade e resistência na fase de aclimatização. A casca do fruto da mamoneira pura ou misturada à fibra de coco apresentou alto potencial para utilização como substrato agrícola.