VIABILIDADE DO GRÃO DE PÓLEN DE ACESSOS DE GOIABEIRA EM BOM JESUS DO ITABAPOANA

  • Milena Carvalho Teixeira
  • Patrícia Gomes de Oliveira Pessanha
  • Alexandre Pio Viana
Palavras-chave: Viabilidade, Grão de pólen, Goiaba

Resumo

O melhoramento genético da goiabeira (Psidium guajava L.) visa obter cultivares adequadas ao consumo in natura e a indústria, e busca alternativas de controle ao nematóide das galhas (Meloidogyne mayaguensis), que é um grave problema a produção nacional. Portanto, estudos sobre a biologia reprodutiva da família da Myrtaceae, em especial P. guajava L., são escassos no país. O objetivo é avaliar a viabilidade dos grãos de pólen de goiabeiras, visto que a eficácia dos cruzamentos depende do mesmo. Os materiais genéticos, de acesso de goiabeiras, foram coletados em 2008, no município de Bom Jesus do Itabapoana-RJ. Para cada acesso 10 botões florais, na pré-antese, foram coletados, fixados em álcool 70% e conservados à 4OC. Para avaliação da viabilidade foi utilizada a Solução Tripla de Alexander, observada sob campo claro no microscópio óptico Olympus BX60, na qual grãos de pólen inviáveis se colorem de verde e viáveis de vermelho. A análise estatística foi realizada no programa GENES (Cruz, 2006), utilizando o Teste “F” para duas médias. Os resultados obtidos foram que não houve diferença significativa entre coletar anteras da posição superior ou inferior de botões em pré-antese de goiabas, além disso, os grãos de pólen analisados mostraram-se viáveis, o que auxilia no estudo de possíveis cruzamentos.