VIAS ALTERNATIVAS E AMBIENTALMENTE CORRETAS PARA PURIFICAÇÃO DE DIAMANTES SINTÉTICOS E TRATAMENTO DOS RESÍDUOS GERADOS NO PROCESSO

  • Felipe Augusto de Castro Almeida
  • Ana Lúcia Diegues Skury
  • Renan da Silva Guimarães

Resumo

A purificação de diamantes sintéticos é a retirada dos cristais de diamante do aglomerado que sai como produto de síntese, cuja composição é basicamente: grafite não transformado, diamantes, metais e carbetos de composição variável. No Setor de Materiais Superduros da UENF, este processo é feito via soluções ácidas. O objetivo deste estudo é diminuir a quantidade de reagentes utilizados e o tratamento do resíduo gerado pelo processo, tendo grande relevância ambiental, por diminuir o impacto da atividade.Os procedimentos adotados no Setor de Materiais Superduros foram: a introdução das etapas de ultrassom entre os ataques com soluções ácidas, recolhimento e estocagem do resíduo, tratamento de neutralização de pH com soluções aquosas de NaOH e Ca(OH)2 e a próxima etapa é passivar os metais pesados presentes no resíduo com soluções de dissulfito de sódio.Os resultados obtidos foram: reduções de 50 a 100% na utilização de alguns reagentes, pH neutro no resíduo. A caracterização do resíduo sólido formado após tratamento de neutralização e da solução sobrenadante estão sob análise.Pode-se concluir que a nova metodologia utilizada para a purificação de diamantes sintéticos é mais econômica, já que a quantidade de reagentes foi diminuída e se atinge o mesmo grau de purificação. Bem como, se alcança o objetivo de ser ambientalmente correta, pois o resíduo é neutralizado e os metais pesados são passivados.