CARACTERIZAÇÃO DE SÉRIES TEMPORAIS EXPERIMENTAIS VIA PLATAFORMA LABVIEW

  • Ramon Pimentel de Moraes
  • Rodrigo Lacerda da Silva
Palavras-chave: Controle de caos, Caos em semicondutores, Séries temporais experimentais, Transformada de Fourier

Resumo

A evolução temporal de uma propriedade física de um sistema dinâmico, passível de oscilação espontânea, pode ser medida e gravada digitalmente em forma de uma sérietemporal. Este trabalho consiste no estudo e caracterização de oscilações de baixas freqüências em amostras de GaAs semi-isolantes e advindos de estudos experimentaisem fenômenos de transporte elétrico em amostras de semicondutores compostos, com destaque para amostras no sistema [Cr, Ga, As]. Desta forma, podemos trabalhar em condições de dinâmica não-linear empregando campos elétricos intensos, iluminação e temperatura, tendo como conseqüência, condições para o aparecimento de instabilidades na relação entre a corrente e a tensão elétrica. E no caso de uma aplicação um campo magnético externo, podemos elaborar um sistema de controle, onde uma pequena perturbação pode levar estas oscilações de um regime caótico a um cíclico. Todas as oscilações podem ser gravadas em arquivos de computador na forma de séries temporais, desta forma, utilizando de uma plataforma apropriada de programação, podemos analisá-las sob o ponto de vista da dinâmica não-linear a fim de estudar sua dinâmica e comportamento, sob influência de um campo magnético externo em regime de controle do caos. Estes sistemas dinâmicos contínuos, não-lineares e experimentais, apresentam rotas para o caos que podem ser observadas via análises de séries temporais, o qual podem ser analisadas com a plataforma LabVIEW®, para tanto, utilizamos e desenvolvemos métodos computacionais para realizar os estudos das órbitas periódicas estáveis presentes nos atratores. Com o sucesso dos algoritmos computacional, elaboramos mapas que descrevem a variação da tensão elétrica com o campomagnético, de onde podemos observar janelas que  ndicam atratores de ciclos 1, 2, 3, 4, 5 e caos. Com base nesses resultados, temos uma visão mais apurada da fenomenologia e da dinâmica desses atratores com a presença do campo magnético externo como um agente de controle de caos ao sistema.