TURISMO: UMA PROPOSTA DE REVITALIZAÇÃO ECONÔMICA E AMBIENTAL PARA A BAIXADA LITORÂNEA (RJ) E LITORAL NORTE FLUMINENSE

  • Camila Cabral de Castro
  • Pauo Victor Pinto Rivera
  • Roberta de Sousa Ramalho
Palavras-chave: Turismo e percepção ambiental, Norte fluminense, Baixada litorânea

Resumo

Em continuidade ao Projeto apoiado pelo CNPq (Edital de Ciências Sociais Aplicadas 2005/06-07) “Ecoturismo: uma proposta de revitalização econômica e ambiental para oNorte Fluminense e Municípios Circunvizinhos” o projeto original visa o detalhamento das análises de potencialidades e estratégias de implementação de programas turísticos na região litorânea do Estado do Rio de Janeiro que se estende da chamada Região dosLagos até a divisa com o Estado do Espírito Santo no Norte Fluminense.A metodologia proposta é integrada por diagnóstico de paisagens e percepção ambiental da população local, caracterização sócio-econômica dos Municípios em estudos,diagnóstico do meio físico a partir de bases cartográficas temáticas de geologia, geomorfologia, solos, uso e cobertura vegetal. O diagnóstico da percepção ambiental da população local foi desenvolvido a partir de amostras de 100 indivíduos, convidados a responder um roteiro de entrevista semi-aberto e escolhidos aleatoriamente. Com fins de equalização na coleta das entrevistas elegeu-se a praça central de cada município como principal ponto de aplicação dos questionários.Como resultado, a região costeira em estudo é potencialmente turística, contudo é fortemente marcada por processos de ocupações irregulares que se expandem sobre ecossistemas frágeis, como manguezais, restingas e lagoas, comprometendo o desenvolvimento turístico regional apoiado nos recursos naturais; com exceção dosMunicípios da Baixada Litorânea, no Litoral Norte Fluminense existem poucos estabelecimentos para hospedagem e alimentação, fazendo-se necessários investimentos públicos em infra-estrutura básica e educação técnica voltadas para o atendimento do setor turístico, priorizando-se esforços no ensino da geografia local, para que a população reconheça a totalidade de seus municípios, vislumbrando perspectivas de desenvolvimento econômico e social apoiados no turismo local.Conclui-se que, a criação de calendários das festas tradicionais da região e da arte local fomentará a visitação mesmo fora da temporada. As expectativas relativas ao turismo de sol e praia ficam dependentes de investimentos públicos que estimulem atividades de lazer e tornem o local atraente à visitação especialmente no Litoral Norte Fluminense.