CIDADE DE PALHA: RE-CONHECIMENTO INTERDISCIPLINAR DO TERRITÓRIO DE CUSTODÓPOLIS

  • Aline da Silva Viana Jorge
  • Paula Emely Cabral Torres
  • Denise Chrysóstomo de Moura Juncá
Palavras-chave: Bairro vulnerável, Bairro saudável, Diagnóstico sócio-ambiental

Resumo

Introdução:O projeto Cidade de Palha vincula-se ao Programa “Bairro Saudável: tecendo redes, construindo cidadania”. Seu objetivo é desenvolver um re-conhecimento do território deCustodópolis e construir um diagnóstico socioambiental do bairro, desenhado a paisagem encontrada e o cenário desejado, através de uma experiência interdisciplinar e daarticulação entre ensino, pesquisa e extensão. Tal proposta pretende gerar subsídios para a implementação de melhorias nas condições de vida de seus moradores.Metodologia:Em sua primeira fase, o estudo realizou uma abordagem exploratória de caráter qualitativo, adotando a metodologia da pequisa-ação associada, à observação participante e análise documental. Os principais passos foram: consultas a produções científicas e materiais relevantes sobre a comunidade; visitas ao campo para mapeamento da área e identificação de moradores mais antigos; realização de entrevistas; oficinas grupais, com construção de mapa-falante; estudo da base teórica e organização dos registros obtidos, produzindo-se um Diagnóstico Preliminar. A fase atual envolve a realização de um inquérito populacional, para aprofundamento da análise sobre processo de vulnerabilidade identificado.Resultados:Diagnóstico de uma paisagem caracterizada pelo desemprego e/ou ocupações informais; baixo nível de escolaridade; precárias condições de saneamento; problemas no âmbito da segurança pública; ausência de oportunidades de lazer; identificação de queixas referentes à problemas cardíacos, dermatológicos, verminose, escabiose, hipertensão, diabetes, hanseníase, depressão e crianças com baixo peso; vulnerabilidades familiares associadas à gravidez na adolescência, dependência química, violência e abuso sexual; interferências político partidárias no cotidiano da população com prática de ações de cunho assistencialista, contribuindo para o enfraquecimento de mobilização de interesses coletivos.Conclusão:O diagnóstico elaborado sinalizou um quadro de vulnerabilidades socioeconômicas, ambientais e civis no território de Custodópolis, dificultando sua constituição como um bairro saudável. A segunda fase do projeto pretende aprofundar tal quadro, através da realização de um inquérito populacional.