AVALIAÇÃO DE BEM-ESTAR EM MATRIZES DE SUÍNOS ALOJADAS EM BAIAS INDIVIDUAIS E PIQUETES COLETIVOS (SISCAL)

Autores

  • Rose Bastos
  • R. T.R.N. Soares
  • D. S. Torres

Palavras-chave:

Bem–estar, comportamento, suíno

Resumo

A produção de suínos no agronegócio e mercado produtor no país tem obtido granderelevância e a preocupação com o bem-estar de animais de produção tem se tornado cada vez maispresente, havendo, portanto, exigências por parte da sociedade, de ações que melhorem a qualidadede vida destes animais. Este trabalho teve como objetivo avaliar o bem-estar em matrizes de suínosalojados em baias individuais e no SISCAL. Foram utilizadas 11 fêmeas suínas (Sus scrofa) adultas,sendo 03 da raça Landraçe e 08 hibridas. Os animais foram alojados em baias individuais (n= 06) eno SISCAL (n=05). As observações comportamentais foram realizadas de forma direta e continuasendo iniciada as 13:00 h e encerrada a 16:00 h durante seis dias, totalizando 18 horas deobservações para cada animal, os comportamentos foram divididos em categorias: atividade,esterotipias, interações social e agressiva. A avaliação comportamental demonstrou que os animaisem baias individuais obtiveram um total maior em porcentagem de estereotipias do que os animaisno SISCAL, sugerindo que a restrição de espaço e o ambiente estéril podem influenciar nodesenvolvimento destes comportamentos.

Biografia do Autor

Rose Bastos

UENF/Laboratório de Reprodução e Melhoramento Genético Animal

R. T.R.N. Soares

UENF/Laboratório de Zootecnia e Nutrição Animal

D. S. Torres

UENF/Laboratório Reprodução e Melhoramento Genético Animal

Downloads