DETERMINAÇÃO DA CONCETRAÇÃO IDEAL DE COLCHICINA COMO INDUTORA DE POLIPLOIDIA EM MAMOEIRO (Carica papaya L.)

Autores

  • Lyzia Lemos Freitas
  • T. N.S. Pereira
  • M. Freitas Neto
  • M. G. Pereira

Palavras-chave:

Indução de poliplóides, Colchicum autumnale L., Caricaceae

Resumo

O objetivo deste estudo foi desenvolver um protocolo para indução química detetraplóides em mamoeiro visando à obtenção, futura, de híbridos triplóides sem sementes viacruzamento entre linhagens diplóides e tetraplóides. Para tal, sementes da cultivar SS72/12 foramsubmetidas à germinação e ao lançarem as radículas foram imersas em água (controle) e em soluçãoaquosa de colchicina em diferentes concentrações de 0,2, 0,1, 0,07, 0,05, 0,03, 0,02, 0,01, 0,007 e0,005% por 12h. Na avaliação constatou-se que a ação da colchicina nas concentrações de 0,2 até0,05% causou letalidade em 100% das plântulas, enquanto as concentrações 0,03 e 0,02%apresentaram plântulas vivas e mortas. Nas concentrações de 0,01 a 0,005% e o controle, houve100% de sobrevivência. Analisou-se o tamanho dos estômatos e o número de cromossomos emmetáfases mitóticas. O tamanho dos estômatos das plantas tratadas com colchicina a 0,03% econtagem de cromossomos nas células mitóticas das tratadas com 0,02% mostraram diferençasentre o material diplóide e o suposto poliplóide. Os resultados observados permitiram concluir quehouve ação da droga nas concentrações de 0,02% e 0,03% podendo ter induzido a poliploidia.

Biografia do Autor

Lyzia Lemos Freitas

UENF/Laboratório de Melhoramento Genético Vegetal

T. N.S. Pereira

UENF/Laboratório de Melhoramento Genético Vegetal

M. Freitas Neto

UENF/Laboratório de Melhoramento Genético Vegetal

M. G. Pereira

UENF/Laboratório de Melhoramento Genético Vegetal

Downloads