DIAGNÓSTICO DE HIPOTIREOIDISMO POR DOSAGEM DE TETRAIODOT4 LIVRE E TOTAL, E TSH EM CÃES ATENDIDOS NO HOSPITAL VETERINÁRIO DA UENF

Autores

  • Osana Prado Melo
  • M. C. Caldas-Bussiere

Palavras-chave:

Eixo hipófise-tireóide, tirosina, hormônio tireotrófico

Resumo

O hipotireoidismo canino é uma desordem endócrina caracterizada pela deficiência naprodução de hormônios do eixo hipotálamo-hipófise-tireóide, afetando múltiplos sistemas. Nopresente trabalho, foram coletadas amostras de sete animais que apresentaram sinais clínicossugestivos ao hipotireoidismo, onde seis foram positivos para tal desordem. Na avaliaçãobioquímica e no hemograma verificamos hipercolesterolemia (60%) e anemia normocíticanormocrômica (33,3%), respectivamente. As alterações clínicas mais comuns foram alopéciabilateral (50%), alteração da pelagem (83,3%), "rabo de rato" (67%), ganho de peso sem aumentode apetite (67%), letargia (33,3%) e intolerância ao frio (83,3%). Também encontramos alteraçõesneuromusculares como atrofia da musculatura da cabeça e problemas quanto à fonação. Todosanimais com diagnóstico positivo para hipotireoidismo, apresentaram alguma alteraçãomorfofisiológica que diminuiu sua qualidade de vida e bem-estar.

Biografia do Autor

Osana Prado Melo

UENF/Laboratório de Reprodução e Melhoramento Genético Animal

M. C. Caldas-Bussiere

2UENF/Laboratório de Reprodução e Melhoramento Genético Animal

Downloads