MAPEAMENTO DE ABRIGOS DE MORCEGOS HEMATÓFAGOS (Desmodus rotundus e Diphylla ecaudata) NO NORTE FLUMINENSE E SUL DO ESPÍRITO SANTO

Autores

  • Thiago Bernardo Pedro
  • L. F.P. Vieira
  • S. R.F. Gonçalves-Pereira

Palavras-chave:

Lyssavirus, raiva, controle epidemiológico

Resumo

A raiva, causada por um vírus RNA do gênero Lyssavirus e família Rhabdoviridae, éuma das viroses mais importantes para a pecuária e para a saúde pública no Brasil. Está distribuídaem quase todo o mundo, tanto nos animais domésticos, quanto em animais silvestres que servemcomo reservatórios por longos períodos. No Brasil, a doença é transmitida aos herbívorosdomésticos pelos morcegos hematófagos. Há três espécies de morcegos hematófagos, Desmodusrotundus, Diphylla ecaudata e Diaemus youngi, dentre cerca de 150 espécies no país. Morcegoshematófagos alimentam-se exclusivamente de sangue, a preferência do D. rotundus é pelo sanguede mamíferos, enquanto D. ecaudata e Diaemus youngi alimentam-se basicamente de sangue deaves, mas podem alimentar-se também de sangue de mamíferos. Estima-se que a raiva no Brasilseja responsável por perdas anuais de 15 milhões de dólares. Este trabalho tem o objetivo de mapearos abrigos de morcegos hematófagos D. rotundus e D. ecaudata no Norte do Estado do Rio deJaneiro e Sul do Espírito Santo. Abrigos naturais e artificiais foram mapeados nos municípios deBom Jesus do Norte (Espírito Santo), Cardoso Moreira, Italva e Miracema (Rio de Janeiro).

Biografia do Autor

Thiago Bernardo Pedro

UENF Laboratório de Sanidade Animal

L. F.P. Vieira

UENF Laboratório de Sanidade Animal

S. R.F. Gonçalves-Pereira

UENF Laboratório de Sanidade Animal

Downloads