PERFIL QUÍMICO E ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DA POLPA DA FRUTA-PÃO (ARTOCARPUS ALTILIS)

  • Mariana Barreto De Souza Arantes UENF
  • Clara Dos Reis Nunes UENF
  • Carlos Cezar De Oliveira Bettero UENF
  • Lorena De Lima Glória UENF
  • Daniela Barros De Oliveira UENF
Palavras-chave: Atividade antioxidante, CLAE, Fruta-pão,

Resumo

A fruta-pão pertence à família Moraceae e gênero Artocarpus, sendo a espécie Artocarpus altilis amplamente utilizada na alimentação e artesanato. É conhecido que folhas desse gênero apresentam elevada concentração de flavonóides (Wang et al,2006 ) e considerável atividade antioxidante (Toshio et al., 2003). Assim, o presente estudo visa avaliar se a polpa deste fruto também apresenta compostos que possuam tal atividade e conhecer o perfil químico através de técnicas cromatográficas.O trabalho foi realizado no Laboratório de Tecnologia de Alimentos- LTA/CCTA/UENF e o material coletado em Muqui (ES). Os frutos foram congelados e a partir da polpa foi preparado um extrato aquoso (20% p/v) que foi liofilizado. Foi realizada uma precipitação etanólica (1:1), de onde se obteve um sobrenadante e um precipitado. Avaliou-se a atividade antioxidante do extrato aquoso e do sobrenadante pelo método do DPPH (concentrações de 1000 a 10 ?g/mL). Para conhecer o perfil químico, a Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE) foi utilizada. A detecção foi feita nos comprimentos de onda de 254 e 350 nm com volume de injeção de 20 ?L, a coluna usada foi RP-18.Os resultados preliminares mostram um aumento expressivo da atividade antioxidante na concentração de 1000 ?g/mL do sobrenadante (74,4%) em relação ao extrato aquoso (43%). Quanto ao perfil químico, observou-se nos cromatogramas picos com tempo de retenção de 2 a 10 minutos (254 e 350nm),o que indica a possível presença de ácidos orgânicos. Observa-se que o processo de purificação é eficiente, pois ocorre a concentração de um pico majoritário em torno de 3 minutos no sobrenadante quando comparado ao extrato aquoso.É possível verificar a existência de outros picos minoritários. Contudo, a concentração elevada do pico majoritário impede a melhor visualização dos picos menos concentrados.Conclui-se que o sobrenadante possui atividade sequestrante de radicais livres e que o processo de purificação tende a intensificar essa atividade. O perfil químico indica a presença de ácidos orgânicos, provavelmente responsáveis pela atividade antioxidante.
Publicado
01-03-2013