PERFIL QUÍMICO E ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DOS FRUTOS DE AROEIRA (SCHINUS TEREBINTHIFOLIUS)

  • Larissa Zambe Pinheiro UENF
  • Natalia Ribeiro Bernardes UENF
  • Clara Dos Reis Nunes UENF
  • Lorena Lima Glória UENF
  • Daniela Barros De Oliveira UENF
Palavras-chave: Aroeira, Atividade antioxidante, CLAE,

Resumo

Schinus terebinthifolius Raddi (Anacardiaceae) é uma espécie frutífera originária da América do Sul. Seu fruto se inclui em diversas especiarias com a finalidade de proporcionar sabor e refinamento a diversos pratos, bem como as propriedades medicinais (Degáspari et al; 2004). O presente trabalho que buscou avaliar o potencial antioxidante e o perfil químico do extrato aquoso dos frutos da aroeira com o objetivo de se conhecer os compostos presentes responsáveis por tais atividades.O trabalho foi realizado no Laboratório de Tecnologia de Alimentos-LTA/CCTA/UENF sob orientação da Prof Dr.Daniela Barros de Oliveira e co-orientação da doutoranda Natalia Ribeiro Bernardes. O material foi coletado por Natalia em Farol de São Tomé - RJ. A partir do fruto coletado preparou-se o extrato a 20% (p/v), com o auxílio do aparelho Turratec. Liofilizou-se o extrato aquoso e realizou-se uma partição líquido-líquido com solventes de diferentes polaridades (Hexano, Acetato de Etila e Butanol). A partir da liofilização das frações obtidas avaliou-se a atividade antioxidante pelo método DPPH (Koleva et al; 2002) e o perfil químico por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE).Esta pesquisa preliminar mostrou resultados significativos para atividade antioxidante na concentração de 1000 ?g/mL da fração em Acetato de Etila (94.5%), bem como da de Butanol (94.2%) e Hexano (90%) em relação ao extrato aquoso (54,3%). Quanto ao perfil químico, observou-se em todos os cromatogramas picos com tempo de retenção entre 2 a 10 minutos o que indica a presença de ácidos orgânicos e um pico com tempo de retenção em 29 minutos para o extrato aquoso e a fração acetato de etila. Estes resultados indicam que com o processo de purificação foram obtidas substâncias mais ativas no seqüestro de radicais livres e a separação dos compostos presentes no extrato.O estudo realizado mostrou resultados promissores, tendo em vista que o extrato e as frações apresentaram excelente atividade antioxidante, bem como um eficiente processo de purificação, resultando em substâncias mais ativas como sequestradoras de radicais livres.
Publicado
07-03-2013