COMPARAÇÃO DOS EFEITOS DE ROPIVACAÍNA A 0,5% E BUPIVACAÍNA A 0,5% NA REALIZAÇÃO DE BLOQUEIOS DOS NERVOS FEMORAL E SAFENO

  • Bruna Azedias Da Mota UENF
  • Ana Carolina Beliene Maia UENF
  • Fernanda Antunes UENF
Palavras-chave: Cães, Anestesicos Locais, Bupivacaína,

Resumo

O bloqueio dos nervos femoral e safeno são técnicas que possibilitam a realização de diversos procedimentos cirúrgicos nos apêndices pélvicos. A técnica de bloqueio do nervo femoral é utilizada em ovinos, caprinos e humanos, mas nunca descrita em cães. Já quanto ao bloqueio do nervo safeno não foram encontradas referências na literatura. Esse trabalho tem como objetivo avaliar a eficiência das duas técnicas de bloqueio levando em consideração os efeitos dos dois diferentes anestésicos.Foram utilizados 8 cães de ambos os sexos, sem destinção de raça e idade, variando entre 7-15kg. Todos saudáveis. Os animais foram separados aleatoriamente em dois grupos. Onde no grupo 1 os animais receberam um volume de 3ml de bupivacaína 0,5%, enquanto os animais do grupo 2 receberam 10 ml do mesmo anestésico. A localização dos nervos femoral e/ou safeno foram feitas através da técnica de localização do pulso femoral e safeno, e após a localização, era injetado o anestésico. As características do bloqueio foram avaliadas por dois avaliadores capacitados. Parâmetros avaliados: Tempo de realização da técnica; Tempo de latência sensitiva; Tempo de latência motora; Duração analgésica.No grupo 1, o efeito do bloqueio do nervo femoral após 10 minutos apresentava-se levemente deprimido e totalmente deprimido após 20 min, com duração de 40 min. O bloqueio do nervo safeno não foi eficaz. No grupo 2, manteve-se deprimido após 10 min do bloqueio, mas notadamente com duração do efeito menor. Já o bloqueio do nervo safeno, mesmo após 20 min, manteve-se levemente deprimido ou teve o retorno do reflexo precocemente. Esperava-se uma duração de bloqueio maior no grupo 2 do que no grupo 1, logo que o volume utilizado foi superior no grupo 2. Tal resultado pode ser sugerido pelo fato de ter sido usado diferentes marcas dos anestésicos locais, que foram diferentes nos grupos.Apesar de o acesso anatômico parecer mais difícil, o bloqueio do nervo femoral foi tecnicamente mais fácil de ser realizado e de maior sucesso. Entretanto, o bloqueio do nervo safeno não deve ser ignorado, procurando-se aperfeiçoar a técnica para posterior discussão.
Publicado
11-03-2013