FREQUENCIA DE ANTICORPOS ANTI-ANAPLASMA PHAGOCYTOPHILUM EM EQUINOS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO-BRASIL

  • Saulo Tinoco De Lannes UENF
  • Márcia Rolim UENF
  • Fernanda Da Costa Brasil UENF
  • Murilo Oliveira Boamorte UENF
  • Francisco Carlos Rodrigues De Oliveira UENF
Palavras-chave: Anaplasma phagocytophilum, Bioquímica sérica, Imunofluorescência,

Resumo

Atualmente o Brasil detém o quarto maior rebanho equino do mundo, tornando-se importante estudar e identificar patologias inerentes a esta espécie. A Anaplasmose equina é causada pela Anaplasma phagocytophilum, que consiste em uma bactéria gram negativa, tendo como vetor carrapatos da família Ixodidae e tropismo por granulócitos e trombócitos, além de possuírem alto potencial antropozoonótico. Sinais clínicos como febre, anemia, trombocitopenia, leucopenia, choque e óbito podem estar presentes.Para a identificação deste agente foram coletados 10ml de sangue a partir de punção jugular de 100 equídeos oriundos do atendimento clínico do Hospital Veterinário (UENF) e de propriedades de criadores localizadas na Região Norte e Noroeste Fluminense. O sangue foi acondicionado em tubo com gel separador e centrifugados para obtenção do soro. Para a titulação sérica de anticorpos anti-A. phogocytophilum foi utilizado o Kit comercial Anaplasma phagocytophilum IFA Equine Antibody kit® de Imunofluorescência indireta (RIFI). Será realizados ainda, a bioquímica sérica das amostras para a constatação de possíveis alterações dos animais positivos em relação aos negativos para A. phagocytophilum.Dos 100 animais coletados, 18 (18%) apresentaram reação positiva pela RIFI. Foi constatado ainda que 50 animais (50%) estavam infectados por carrapatos e destes, 11 animais (22%) estavam positivos para A. phagocytophilum. Nenhum dos animais positivos apresentava sinais clínicos evidentes da doença, com citado por outros pesquisadores na literatura consultada. Os resultados preliminares demonstram que a infecção está relacionada às condições de manejo, onde ocorreu maior frequência de animais soro-positivos foram aqueles provenientes de propriedades com manejo considerado inadequado.Os cuidados com o manejo mostram-se essências para manter a sanidade do rebanho, principalmente os relacionados ao controle parasitário.
Publicado
11-03-2013