FORMAS DE FÓSFORO DO SOLO: METODOLOGIAS DE EXTRAÇÃO ÁCIDO-BÁSICA E FRACIONAMENTO SEQUENCIAL

  • Diego Albani Furlan UENF
  • Francisco Costa Zaia UENF
  • Antônio Carlos Da Gama Rodrigues UENF
Palavras-chave: Fósforo, Fósforo orgânico, Labilidade,

Resumo

Na maioria dos solos tropicais, o P é considerado um dos nutrientes mais limitantes à produtividade das culturas visto que às condições de intenso intemperismo promovem redução da fração de P disponível, quase sempre abaixo das exigências mínimas das culturas. Em condições onde a disponibilidade de P é baixa, o P orgânico pode se constituir em uma importante fonte desse nutriente às plantas através da decomposição e mineralização da fração lábil de Po, contribuindo com a disponibilidade de P parO trabalho será realizado em duas áreas de estudo da região norte/noroeste fluminense. As áreas são compostas por diferentes coberturas vegetais sob diferentes tipos de solos, estando a região 1 sob Latossolo Vermelho Amarelo e a região 2 sob Cambissolo. Serão realizadas análises químicas e físicas no solo, conforme Embrapa,1999. O método de Bowman (1989) será utilizado para se quantificar o Po total. A quantificação do P lábil será realizada empregando-se o método de extração com NaHCO3 a 0,5 mol L-1 conforme Olsen et al. (1954), mas determinando-se no extrato o Po lábil (Bowman e Cole, 1978a). As frações de P em amostras de solo serão extraídas sequencialmente usando o método de Hedley modNossos resultados pretendidos são a geração do conhecimento relacionado aos ciclos do fósforo no solo, bem como a influência da matéria orgânica de solos tropicais no processo como um todo; e a inserção da determinação de fósforo orgânico na análise de rotina de fertilidade do solo.Espera-se como conclusões futuras a geração do conhecimento das diferentes formas de labilidade do P, demonstrando qual metodologia será a mais indicada para avaliarmos as diferentes frações de P do solo.
Publicado
11-03-2013