AVALIAÇÃO COMPARATIVA DO DESEMPENHO DO PONCIRUS TRIFOLIATA VAR. FLYING DRAGON CULTIVADO EM DIFERENTES SUBSTRATOS – FASE DE TUBETE

  • Amanda Ferraz De Oliveira UENF
  • Denílson De Oliveira Guilherme UENF
  • Cláudia Sales Marinho UENF
Palavras-chave: Porta-enxerto nanicante, Substrato de cultivo, Propagação de plantas,

Resumo

O Poncirus trifoliata var. Flying dragon (FD) é a única variedade de porta-enxerto de citros considerada como verdadeiramente nanicante. Seu uso, entretanto, apresenta limitações em função do seu crescimento lento no viveiro. O objetivo deste trabalho será avaliar a viabilidade de cultivo e limitações ao crescimento do porta-enxerto Poncirus trifoliata var. Flying Dragon, quando comparado a outros porta-enxertos, na formação de mudas de citros na Região Norte Fluminense.Foi conduzido um experimento em DBC no qual foram avaliados três porta-enxertos de citros (Limoeiro Cravo, Citrumeleiro Swingle e Flying dragon) e dois substratos de cultivo (substrato comercial e substrato composto por mistura entre o bagaço de cana-de-açúcar e a torta de filtro, na proporção de 3:2, v:v) cinco repetições e quatro plantas por parcela. Foram utilizados tubetes de polietileno com volume de 280 cm3. Os tubetes foram preenchidos e adubados com calcário, Osmocote® e superfosfato simples nas concentrações de 0,05, 3,0 e 5,0 g L-1 de substrato, respectivamente. Foram efetuadas avaliações biométricas e determinados os teores de nutrientes na parte aérea.Aos 107 dias após a semeadura, todas as plantas cultivadas no substrato composto pela mistura entre o bagaço-de-cana e torta de filtro (BTF) atingiram a altura mínima (15 cm) para transplantio. Entretanto, dentre os porta-enxertos cultivados no substrato comercial (Basaplant®) o limoeiro cravo não havia atingido essa altura. Dentre as características biométricas avaliadas a área foliar foi aquela na qual o FD teve o menor desempenho. Os teores de N e Mg no FD foram inferiores quando este foi cultivado no substrato BTF, sem diferenças significativas entre os teores de P, K e Na. Os maiores teores de B e os menores de Ca foram encontrados na parte aérea do FD.Não houve limitação de crescimento em altura do ‘Flying dragon’ em comparação aos demais porta-enxertos, na fase de produção da muda em tubetes, entretanto, o FD atingiu menor área foliar nessa fase. O substrato de cultivo interferiu no crescimento e no estado nutricional dos porta-enxertos.
Publicado
12-03-2013