EFEITOS ANALGÉSICO E CARDIOVASCULAR DO TRAMADOL ADMINISTRADO PELA VIA EPIDURAL EM CÃES.

  • Luísa Faustino Guimarães UENF
  • Tito Luiz De Araujo Junior UENF
  • Kenas Aguiar Da Silva Amaral UENF
  • Gabriel Barbosa Botelho De Souza UENF
  • Fernanda Antunes UENF
Palavras-chave: Dor, opióides, terapêutica,

Resumo

Os opióides representam a principal classe de fármacos na terapêutica da dor moderada à severa, seja ela aguda ou crônica. O tramadol é um analgésico de ação central, cuja importância clínica está pouco relacionada a efeitos adversos que a morfina. É relevante o estudo do tramadol em pequenos animais de maneira mais aprofundada, colocando-o como mais uma alternativa para o controle da dor, estabelecendo ainda seu mecanismo de ação em cães pela via epidural.Foram utilizados 8 animais provenientes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) do município de Campos dos Goytacazes- RJ. Os animais foram submetidos a castração eletiva. Os animais foram sedados com acepromazina (0,05 mg.kg-1 IV), e posterior indução anestésica e manutenção com cetamina (5 mg.kg-1) e midazolam (0,04 mg.kg-1) intravenosa. Após indução, foi realizada anestesia epidural conforme a seguir: Grupo 1: lidocaína 2% (1 ml/4 kg P.V.); Grupo 2: lidocaína 2% + tramadol epidural na dose de 2mg.kg-1 (não ultrapassando o volume máximo total de 5ml) e Grupo 3: tramadol epidural na dose de 2mg.kg-1 + salina (NaCl 0,9%). Foram avaliadas freqüência cardíaca e respiratória, e temperatura.Os animais do grupo 1 apresentaram um aumento crescente da freqüência cardíaca enquanto os animais do grupo 2 apresentaram estabilidade durante todo experimento. Isto se deve provavelmente ao controle da dor mais eficaz no grupo do tramadol. A freqüência respiratória se manteve mais estável no grupo 1 do que no grupo 2. Ainda no grupo 2, dois animais apresentaram apnéia ao final do experimento, fato provavelmente relacionado ao uso da substância testada, mas contrário aos dados da literatura. A temperatura apresentou queda constante durante todo período experimental, em ambos os grupos, e por devido à disso, não está relacionado ao efeito direto do tramadol no centro termorregulador.Podemos concluir que o uso do tramadol na anestesia epidural proporcionou mais estabilidade na freqüência cardíaca, com analgesia complementar satisfatória, e deve ser utilizado com cautela por causar depressão respiratória, apesar da literatura não confirmar este dado.
Publicado
14-03-2013