DESEMPENHO AGRONÔMICO DE LINHAGENS PROMISSORAS DE FEIJÃO-DE-VAGEM

  • Luana Barros Freitas UENF
  • Geraldo De Amaral Gravina UENF
  • Lanusse Cordeiro De Araújo UENF
  • Sebastião Ney Costa De Almeida UENF
Palavras-chave: Phaseolus vulgaris, rendimento de vagens, melhoramento genético,

Resumo

O feijão-de-vagem é uma cultura de grande importância no contexto da agricultura familiar fluminense. São escassos os trabalhos de melhoramento de feijão-vagem no Brasil e as cultivares hoje disponíveis além de raras são utilizadas em diversas regiões. A busca por materiais genéticos com características desejáveis à produção é de elevada importância. Objetivou-se neste trabalho avaliar 20 genótipos de feijão-de-vagem, visando ao lançamento de material melhorado para os produtores da região.A UENF possui um programa de melhoramento com feijão-de-vagem de hábito indeterminado para o Norte e Noroeste Fluminense. A seleção dos genótipos vem sendo realizada com o avanço de gerações a partir de F2, abrindo linhas pelo método SSD. Dando seqüência ao programa, em 2010, avaliou-se 20 genótipos selecionados da geração F9 em experimentos de campo no delineamento de blocos casualizados com quatro repetições, sendo que cada repetição foi constituída por uma linha de 12 plantas, avaliando-se 10 plantas individuais por linha. Avaliou-se o número médio de vagens, peso médio de vagens, número de dias até a floração, número de dias até a germinação e percentagem de sementes emergidas no campo.Houve diferença significativa entre os genótipos avaliados. O critério de agrupamento de Scott-Knott permitiu a formação de pelo menos dois grupos, para cada uma das características estudadas, o que indica a presença de variabilidade genética entre os 20 genótipos de feijão-de-vagem. Os genótipos UENF 7-3-1, UENF 7-5-1, UENF 7-10-1, UENF 7-12-1, UENF 7-20-1 e UENF 15-23-4 se destacaram na produtividade de vagens. O genótipo UENF 14-23-3 atingiu a maior média para o número total de vagens. O genótipo UENF 14-16-3 se mostrou precoce no florescimento e o genótipo UENF 9-1-2 na germinação. Apenas o genótipo UENF 15-23-4 apresentou a menor média para a percentagem de sementes emergidas no campo.Os genótipos UENF 7-3-1, UENF 7-5-1, UENF 7-10-1, UENF 7-12-1, UENF 7-20-1 e UENF 15-23-4 se destacaram na produtividade de vagens, apresentaram peso médio e número total de vagens iguais ou superiores às testemunhas, sendo, portanto, identificados e selecionados como superiores.
Publicado
14-03-2013