USO DA ULTRASSONOGRAFIA DOPPLER PARA AVALIAÇÃO DA PERFUSÃO SANGUÍNEA RENAL DE CÃES SOB EFEITO DO TIOPENTAL SÓDICO, PROPOFOL OU DA COMBINAÇÃO DESTES

  • Vivian De Souza Santos UENF
  • Carla Moreira Salavessa UENF
  • Fernanda Antunes UENF
Palavras-chave: Ultrassonografia, Anestesia, Rins,

Resumo

O tiopental sódico é um barbitúrico. O propofol é um composto fenólico. A ultrassonografia Doppler permite o mapeamento da vascularização renal. A medida das velocidades dos fluxos sistólico e diastólico das artérias renais permite o cálculo do índice de resistividade (IR). Com a ultrassonografia Doppler foi calculado o IR e a velocidade sistólica nas artérias renais de cães sob efeito do tiopental sódico, propofol ou da combinação deles.Foram utilizados 5 cães provenientes do CCZ de Campos dos Goytacazes. Os animais foram submetidos a exames clínicos e laboratoriais a fim de comprovar função renal preservada. Foram separados três grupos: grupo 1 (tiopental sódico), grupo 2 (propofol) e grupo 3 (combinação dos dois anestésicos). Foi administrada acepromazina como medicação pré-anestésica. O grupo controle foi composto pelos mesmos animais. Foi mensurada a velocidade sistólica e o índice de resistividade da artéria renal do rim esquerdo. Foram feitas medições em três tempos: antes da aplicação de medicamentos (T0), após a aplicação da MPA (T1) e após a aplicação do anestésico (T2). Os animais foram submetidos a castração.No grupo controle, um cão apresentava velocidade sistólica (V1) dentro da normalidade. Nos demais estas foram inferiores ao normal. Em 2 cães a V1 com anestesia (T2) foi menor que V1 sem anestesia (T0). Em 3 cães a V1 em T2 foi maior que em T0. Todos os cães apresentaram elevação do índice de resistividade (IR) após a MPA. Após a administração do anestésico geral, esses valores diminuíram. Na administração de acepromazina, a V1 de dois cães diminuiu e nos dois outros aumentou. Nos cães do grupo 1, tanto V1 quanto IR diminuiu em um e aumentou no outro. No grupo 2, a V1 de um dos cães diminuiu e no outro aumentou. O IR diminuiu em ambos os animais. No grupo 3, a V1 diminuiu e o IR aumentou.As velocidades sistólicas das artérias renais em cães submetidos aos anestésicos testados foram menores que no grupo controle. Já os IR foram maiores. Mais estudos são necessários para a padronização da velocidade sistólica dos cães submetidos a MPA e aos anestésicos testados.
Publicado
14-03-2013