ATIVIDADE INIBITÓRIA DE COMPOSTOS SINTÉTICOS SOBRE O FUNGO DIMÓRFICO CRYPTOCOCCUS NEOFORMANS

  • Sara Hadass Moreira C. Monteiro
  • Luciana S. Mathias
  • Luis C. Passoni
  • Christiane Fernandes
  • Olney Vieira-da-Motta
Palavras-chave: Atividade fungistática, Atividade fungicida, Compostos de coordenação

Resumo

A criptococose é uma doença fúngica infecciosa sistêmica, potencialmente fatal, causada pelo fungo Cryptococcus neoformans, podendo afetar o homem e animais imunodeprimidos. O objetivo deste trabalho foi testar os efeitos inibitórios de diferentes substâncias sobre o fungo, tais como: os heteropoliácidos (HPAs), produtos orgânicos extraídos de diferentes partes da planta Hymnea stignocarpa (EHs), conhecida como Jatobá e compostos de coordenação (Cc). Utilizou-se cepas-padrão (ATCC56990 e ATCC32045) e clínica de C. neoformans cultivadas in vitro na presença de 12 Cc, 4 HPAs 7 EHs. Curvas de crescimento foram obtidas fotometricamente em alíquotas(100 µL) fúngicas contidas em caldo Sabouraud(1,8 mL) na presença das diferentes substâncias testadas, itraconazol(CP) e seus diluentes(CN) (100 µL). após crescimento a 37ºC. Células foram coradas por nigrosina e analisadas as alterações por microscopia óptica (MO). Pelo método de difusão em agar Sabouraud, testou-se os EHs e 4 Cc (Fe, Zn, Cu, Co). Para tal, cada substância(50µL) foi depositada nos poços para observação de formação de zonas de inibição, após incubação a 37ºC por 24 horas. Dos 8 Cc testados em meio líquido sobre as cepas ATCC32045 e clínica, 7 foram fungistáticos(CuBMPA; BSE; CuBSE; CuBSA; CuHBPA; BSA e HBPA) e 1 fungicida (BMPA). Na cepa ATCC56990 apenas os Cc: CuBMPA, CuHBPA, BMPA e os HPAs: PW12 e PMO12 apresentaram atividade fungicida quando comparados aos controles. Naqueles com atividade fungistática observou-se atraso no crescimento em placa e alterações na estrutura da cápsula fúngica e no tamanho celular por MO. Nos Cc houve zona de inibição acima de 10 mm em três produtos(HPCNOL; CoCl; MBPA) quando comparados com os controles. Nos ensaios com os 4 Cc com os metais(FeH2BP;ZnH2BP;CoH2BP;CuH2BP) e com EHs não houve formação de zona de inibição em agar. Os resultados apontam o potencial antifúngico dos compostos de coordenação e heteropoliácidos pela metodologia utilizada. Dos tratamentos realizados, 22 Cc e 2 HPAs apresentaram efeito de diminuição da cápsula fúngica e tamanhos celulares alterados.
Publicado
05-04-2013