VARIAÇÃO ESPACIAL E TEMPORAL DE NUTRIENTES, VARIÁVEIS LIMNOLÓGICAS E CARBONO ORGÂNICO DISSOLVIDO, NA LADOA DO IQUIPARÍ, REGIÃO NORTE FLUMINENSE

  • Laíssa Gomes de Miranda
  • Marina Satika Suzuki
  • Renata Oliveira Santos
  • Bruno dos Santos Esteves
  • Elba Bravo Cintrón
Palavras-chave: lagoa costeira, variáveis limnológicas, nutrientes

Resumo

No Estado do Rio de Janeiro, as lagoas costeiras tiveram origem durante o Quaternário recente e constituem elementos dominantes da paisagem costeira. A lagoa de Iquiparí está localizada na região norte fluminense, município de São João da Barra, e é considerada uma típica lagoa costeira separada do mar por uma barra de areia.O objetivo deste trabalho foi avaliar a variação espacial e temporal de nutrientes dissolvidos e de variáveis como pH, condutividade elétrica, alcalinidade, oxigênio dissolv As amostras foram coletadas em três pontos: ponto1, próximo a barra de areia; ponto 2, no meio da lagoa; e ponto 3, no final da lagoa. Ocorre variação espacial signicativa para todas as variáveis estudadas, com águas mais salobras no ponto 1 (até 11,2 psu) e água doce no ponto 3 (< 0,5 psu). Neste ponto 3 também foram observadas as maiores concentrações de nutrientes dissolvidos (N-amoniacal, nitrato, orto-fosfato e silicato reativos, até 7,0; 23; 2,5 e 130 uM, respectivamente), cerca de três-cinco vezes maiores que os observados nos demais pontos. Este fato está relacionado à descarga de água subterrânea observada nesta região. Seguindo a variação espacial de clorofila a, que apresentou as maiores concentrações no ponto 2, OD e pH apresentaram valores cerca de 15-25% maiores. O maior desenvolvimento da comunidade fitoplanc Temporalmente, observou-se maiores valores em agosto, período de seca, resultando em concentração sais e de nutrientes, mesmo levando em conta a variação de temperatura de cerca de 5 °C entre este mês (~20 °C) e o de abril (~25 °C).
Publicado
08-04-2013