ESTUDO MORFOLÓGICO DO OVÁRIO DE VACAS MESTIÇAS ORIUNDAS DAS REGIÕES NORTE E NOROESTE FLUMINENSE

  • Aline Luize De Moraes Souza
  • Raphael Tostes Ramos de Faria
  • Ana Bárbara Freitas Rodrigues
Palavras-chave: Morfologia, Ovários, Vacas.

Resumo

A pesquisa na área de reprodução animal, em especial os estudos morfológicos do aparelho reprodutor feminino são realizados em bovinos adultos ou em crescimento, pois estes apresentam um papel importante para a bovinocultura. Os ovários são os órgãos pares essenciais da reprodução na fêmea e suas características morfológicas podem ser utilizadas para verificar a presença de patologias, determinar a existência de atividade ovariana e estimar qual a provável fase do ciclo estral. Foram utilizados 76 ovários, direitos e esquerdos, de vacas mestiças em diferentes fases do ciclo reprodutivo, abatidas nos Frigoríficos Estaduais de Campos dos Goytacazes- RJ. Após observação da parede do útero e a identificação ou não de feto, os ovários foram retirados, identificados: direito (OD) e esquerdo (OE) e agrupados em G1(oriundos de vacas gestantes) e G2(oriundos de vacas vazias). Com o auxílio de um paquímetro os seguintes parâmetros foram mensurados: comprimento, largura, espessura, peso e volume. Características morfológicas relacionadas à presença de estruturas com corpo lúteo e folículos; aparência e consistência dos ovários também estão sendo avaliadas. Até o momento, somente os dados métricos foram obtidos, observando-se os seguintes valores médio de comprimento, largura, espessura, peso e volume dos ovários direito: 2,91 cm; 2,07cm; 1,85cm; 7,09g e 6,19 ml e esquerdo: 2,77cm; 1,93cm; 1,77cm 6,0g e 5,09 ml, respectivamente. Concluiu-se que os valores médios avaliados dos ovários direitos foram maiores, justificando desta forma a sua maior funcionalidade fisiológica. O conhecimento mais aprofundado das características morfofuncionais dos ovarios estudados proporcionará um melhor entendimento da atividade ovariana .
Publicado
08-04-2013