ESTUDO DA VIABILIDADE DE INCORPORAÇÃO DE RESÍDUOS DE CALCÁRIO PROVENIENTE DE BENEFICIAMENTO DE MÁRMORE PARA PRODUÇÃO DE ARGAMASSA.

  • Alline Silveira Ribeiro Faial
  • Gustavo Castro Xavier
  • Jonas Alexandre
Palavras-chave: Resíduo, argamassa, resistência

Resumo

O município de Cachoeira do Itapemirim-ES é o maior produtor de rochas ornamentais do Brasil. Entre as rochas beneficiadas estão as de granitos e o mármore, cujos minerais predominantes são as calcitas e dolomitas. A fabricação de pisos e revestimentos produz grande quantidade de resíduos, que são responsáveis por grandes danos ambientais. Este trabalho visa o estudo da substituição do uso da cal hidratada por um resíduo proveniente do beneficiamento do mármore de Cachoeiro do Itapemerim-ES. Primeiramente, foi feita a caracterização da cal hidratada, dos resíduos de mármore e granito e da areia usados na argamassa. Posteriormente foi fixado uma traço onde todas as argamassas (de cal hidratada, resíduo de mármore e resíduo de granito) apresentassem uma boa trabalhabilidade e consistência para a otimização dos ensaios posteriores. Foram realizados ensaios em corpos de prova prismáticos para a comparação da resistência a tração a flexão e resistência a compressão em 7, 14 e 28 dias de cura. Também foram realizados ensaios de arrancamento, na idade de 28 dias, para comparação de resistência de tensão máxima, suportada por uma área limitada do revestimento de cada tipo de argamassa Os ensaios de resistência mecânica e de aderência das argamassas encontram-se em desenvolvimento, pois são realizados em idades diferentes e necessitam a complementação de todos, para que assim iniciem-se as avaliações. Desde o inicio dos meus trabalhos, iniciei um aprendizado prático e teórico de atividades de extrema relevância na minha futura profissão: “argamassas”, onde estou tendo também tendo a oportunidade de aprender a inovar com novos materiais.
Publicado
08-04-2013