AVALIAÇÃO DO SISTEMA DE EQUAÇÕES NRC (2001) PARA PREVER O CONSUMO DE MATÉRIA SECA DE VACAS LEITEIRAS

  • Nardele Moreno Rohem Júnior
  • Bernardo Lima Bento de Mello
  • Alberto Magno Fernandes
  • Leonardo Siqueira Glória
  • Ricardo Augusto Mendonça Vieira
Palavras-chave: gado leiteiro, modelo matemático, pastoreio rotacionado

Resumo

O modelo matemático do NRC possibilita estimar, a partir de características dos animais e do ambiente, o consumo de matéria seca (CMS), que é importante na nutrição porque estabelece a quantidade de nutrientes disponíveis para os animais. Assim, se faz necessário a busca por metodologias que possibilitem estimar com acurácia esta variável em condições de pastejo. Objetivou-se avaliar o poder preditivo do modelo do NRC (2001) para prever o CMS de vacas leiteiras em pastos tropicais. Foi realizada uma análise de dados oriundos dos estudos de Favoreto (2006) e Chambela Neto (2007) referentes ao CMS de vacas pastando forrageiras tropicais. As observações contidas nestes estudos consistem de 34 estimativas individuais do consumo de matéria seca obtidas por meio da metodologia dos indicadores externo e interno. Essas estimativas foram comparadas as predições do consumo de matéria seca geradas pelo software do NRC (2001). Foram empregadas medidas de avaliação do poder preditivo do modelo segundo Tedeschi (2006) e procedimentos de regressão linear robusta segundo Rousseeuw & Leroy (1987). A comparação entre os valores observados (8,63 kg MS/vaca/dia) e preditos (13,86 kg MS/vaca/dia) utilizando nos permitiu calcular o viés médio no valor de -5,23 kg MS/dia, o que demonstra a superestimação do CMS. A partir dos parâmetros calculados pela regressão robusta, o CMS observado corresponde ao CMS predito multiplicado por 0,602. O modelo matemático do National Research Council pode ser utilizado como ferramenta para a predição do CMS de vacas pastando forrageiras tropicais. Entretanto são necessários maiores estudos para aumentar a acurácia do modelo.
Publicado
10-04-2013