INTERAÇÃO RETIREIRO – BEZERRO NA ORDENHA MANUAL COM BEZERRO AO PÉ

  • Juliana Costa Velho de Abreu
  • Rosemary Bastos
Palavras-chave: Reatividade, comportamento, ordenhador.

Resumo

A vaca leiteira é um dos animais de produção que permanece por mais tempo na propriedade rural, sendo intensamente manejada. Na produção de leite, a intensificação dos sistemas aumenta a necessidade de manejo o que coloca o tratador em uma posição de destaque; pois é ele quem está em contato diário com os animais, quem os conhece e poderá interferir no seu comportamento. Neste trabalho objetivou-se analisar a interação retireiro - bezerro na ordenha manual com bezerro ao pé. O trabalho foi realizado na Fazenda Maravilha em São Francisco do Itabapoana/RJ (de setembro a novembro de 2010). Os comportamentos de micção, defecação e escore de reatividade para 20 bezerros mestiços zebu x holandês machos e fêmeas de diferentes idades (4 dias a 7 meses) e escore dos retireiros foram observados durante a ordenha manual com bezerro ao pé. As observações foram realizadas de forma focal, direta e contínua por dois observadores das 6:00h às 7:30h durante 6 dias. Os resultados foram expressos em frequência (episódio/período de observação). Para as análises dos dados foram utilizados o teste de Mann-Whitney e de Spearman com nível de significância de P?0,05. Não houve significâncias dos comportamentos de micção (M) e defecação (D); escore de reatividade dos bezerros (ERB) e escore dos retireiros (ER) entre bezerros machos (M: 0,08±0,16; D: 0,21±0,30; ERB: 0,68±0,16; ER: 1,78±0,42) e fêmeas (M: 0,15±015; D: 0,26±0,15; ERB: 0,75±0,24; ER: 2,08±0,37), mas houve correlação positiva r= 0,72 entre o escore de reatividade das fêmeas e escore dos retireiros mostrando que estes animais manifestaram maior estresse ao comportamento aversivo dos retireiros do que os machos. A correlação negativa r= -0,73 entre os escores de reatividade das vacas e bezerros machos mostram que o comportamento da mãe influenciou neste comportamento. Os resultados mostram que o sexo não afetou o comportamento dos bezerros na ordenha. No entanto, as fêmeas mostram uma maior sensibilidade ao manejo agressivo dos retireiros do que os machos e o comportamento da mãe influenciou no comportamento dos bezerros machos durante a ordenha.
Publicado
11-04-2013