CONHECIMENTO E SABEDORIA EM PLATÃO

  • Ozimar Bovió Junior
  • Frederico Schwerin Secco
Palavras-chave: Conhecimento, Sabedoria, Platão

Resumo

O projeto tem por objetivo investigar os termos conhecimento e sabedoria no livro A República, de Platão. O livro, em forma de diálogos, tem por base a concepção de uma cidade justa. Esta cidade (polis, em grego), é concebida principalmente através da virtude da sabedoria. Trata-se de um estudo histórico-crítico, em que a obra será interpretada a partir da história das idéias. Serão realizadas leituras do texto principal e de alguns comentadores da obra platônica. Para Platão, o nível mais alto do conhecimento possível de conceber é a idéia do Bem (República: 505 a). Platão faz uma analogia entre o sol, que ilumina os objetos e o Bem, que só pode conceber por causa da luz da verdade. Segundo ele, da mesma forma que a vista só possui capacidade de ver por causa da luz solar, a alma só possui a capacidade de compreender aquilo que é iluminado pela luz da idéia do Bem. O processo dialético platônico de migração do mundo sensível para o mundo das verdades ideais assemelha-se a uma escalada em direção a um plano (transcendental) em que os conceitos ficam cada vez mais abrangentes. A sabedoria seria a virtude de conhecer a beleza da verdade universal.
Publicado
11-04-2013