PRODUÇÃO DE VACCINIA VÍRUS PARA UTILIZAÇÃO EM ENSAIOS IMUNOLÓGICOS

  • Aline M. Processi
  • Claudia M. Almeida
  • Carlos Eurico Pires Ferreira Travassos
  • Milton M. Kanashiro
Palavras-chave: Vaccinia, poxviroses, orthopoxvírus

Resumo

O Vaccínia vírus que acomete o gado bovino de leite, os ordenhadores e seus familiares nas mesorregiões do Estado do Rio de Janeiro e Espírito Santo, causam queda produtiva dos animais e problemas de saúde aos trabalhadores e seus familiares afetando a economia local. Este trabalho teve como objetivo a produção de antígenos de Vaccinia vírus cepa WR (Orthopoxvírus) para utilização na produção de anticorpos monoclonais e sistemas de imunodetecção para fins de diagnóstico sorológico. A multiplicação viral foi feita pela inoculação de vírus em membrana corioalantóide (MCA) de ovos embrionados de galinha SPF de 10 a 12 dias. O inoculo foi constituído de 0.2 ml de suspensão viral, em seguida os ovos foram incubados a 37°C por 72h. Após o período de incubação os ovos foram armazenados a 4°C por 24 h. As MCA que apresentaram lesão por replicação viral pocks foram selecionadas e áreas dos pocks foram retiradas e maceradas em graal contendo areia autoclavada e PBS pH 7.2. Uma vez maceradas, as amostras foram clarificadas por centrifugação. O sobrenadante contendo o vírus foi fracionado e armazenado a -70ºC para utilização posterior. Os ovos inoculados apresentaram várias lesões do tipo pocks na MCA confirmando a presença de poxvírus (Orthopoxvirus). A suspensão viral foi analisada em gel de poliacrilamida e tambem transferida para membrana de nitrocelulose. As tiras de nitrocelose contendo o antígeno viral foram reagidas com amostras de soros humanos provenientes de indivíduos que tiveram infecções por poxvírus. A revelação do western blotting demonstrou que os anticorpos presentes no soro dos pacientes foram capazes de reconhecer antígenos de Vaccinia vírus, cepa WR. A análise dos resultados sugere que os indivíduos tiveram infecção por Vaccinia vírus. Além disso, podemos concluir que a multiplicação viral em MCA é um bom sistema para a produção de grande massa viral para ensaios de imunodetecção.
Publicado
11-04-2013